Em negocios / noticias-corporativas

Cerca de 56% dos alunos que passam por cursos de gastronomia e hotelaria recebem proposta de emprego

No ano passado, o número total de matrículas da educação profissional aumentou 3,9% em relação ao ano de 2017, segundo o Censo Escolar 2018 apresentado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Os cursos de gastronomia e hotelaria estão entre os que mais possibilitam a inclusão direta dos profissionais no mercado de trabalho. Em quase 30 anos de existência do Centro Europeu, tradicional escola de cursos de formação profissional de Curitiba, cerca de 56% dos mais de três mil alunos do segmento de hotelaria e gastronomia receberam proposta de efetivação de emprego nestas áreas de atuação.

Entre os fatores que contribuem para a oportunidade estão programas de estágio - com duração de 3 a 6 meses – oferecidos aos alunos formados nos cursos de Chef de Cuisine – Restaurateur e de Hotelaria Design e Eventos. A escola possui convênios com as principais redes hoteleiras nacionais e Internacionais, além de conceituados restaurantes em todo o país.

“São dezenas de estabelecimentos conveniados no Sul, Sudeste, Centro-Oeste e Nordeste do Brasil e que recebem os nossos alunos para estágios de conclusão de curso. Ao término do estágio, boa parte deles recebe oferta para permanecer nos postos de trabalho”, afirma o diretor acadêmico e supervisor dos cursos de Gastronomia e Hotelaria do Centro Europeu, Rogério Gobbi.

Em cada uma das edições, com duração de dois semestres letivos, 120 novos profissionais saem aptos a exercer atividades relacionadas ao segmento da gastronomia, hotelaria e eventos

Após a conclusão dos cursos, redes hoteleiras e restaurantes disponibilizam vagas de estágio que, muitas vezes, incluem hospedagem , alimentação e principalmente, chance de contratação após o período de estágio.

“O aluno sai capacitado e com excelente bagagem de conhecimento para atuar nas diferentes áreas do segmento gastronômico e hoteleiro”, completa Rogério.

Na área de gastronomia o Centro Europeu também oferece os cursos de Sommelier, Pâtisserie & Boulangerie, Cuisine Gourmet, além de especializações em Cozinha Molecular, Cuisine Santé, Beer Sommelier, Cake Design e Panificação Vegan – Funcional.

Especialização internacional – Além das oportunidades oferecidas aos alunos de atuar no Brasil, o Centro Europeu mantém convênio exclusivo com o conceituado e tradicional grupo educacional europeu o Swiss Education Group (SEG), formado por uma rede de cinco escolas de hotelaria de luxo, turismo, negócios e gastronomia, localizadas na Suíça.

Os alunos formados nos cursos  de Chef de Cuisine - Restaurateur e Hotelaria Design e  Eventos podem optar por módulos de especialização complementar na Suíça, com duração de 6 a 18 meses, nos cursos de gastronomia oferecidos pelo Culinary Arts Academy, ou nos cursos de hotelaria, oferecidos pelo IHTTI - School of Hotel and Design Management,  aproveitando os créditos das disciplinas estudadas no Brasil e reduzindo o tempo de estudo e formação na Suíça.

 “O curso no SEG é de três anos, mas o convênio permite que alunos brasileiros eliminem um ano, passando direto para o segundo ano na Suíça. Lá, o curso inclui dois semestres de aulas teóricas e práticas, estágio remunerado, hospedagem e alimentação”, explica a representante da SEG no Sul do Brasil, Valquíria Mac Dowell.

Para o Brasil são disponibilizadas 30 vagas por ano em cinco escolas do grupo. O nível de inglês avançado está entre as exigências para a especialização.

O SEG também organiza em Montreux - Suíça, duas vezes ao ano uma feira de empregos - Career Fair – onde participam mais de 100 empresas – entre grandes marcas e grupos hoteleiros internacionais - que recrutam alunos para atuação profissional nos cinco continentes.

Outra possibilidade oferecida pelo Centro Europeu aos alunos, é o convênio com o Instituto de Culinária Italiana para Estrangeiros – Italian Culinary Instituto For Foreigners (ICIF), aonde os alunos podem optar por módulos de especialização, com duração de 6 a 12 meses, e condições financeiras especiais oferecidas por meio da parceria entre as escolas.

“Em média 12% dos alunos formados pelos cursos de Hotelaria Design e Eventos e Chef de Cuisine – Restaurateur, optam por continuar seus estudos com especialização no exterior por meio das parcerias ou ainda em outras instituições internacionais de ensino gastronômico ou hoteleiro”, informa Rogério.

DADOS - No ano passado, o número total de matrículas da educação profissional aumentou 3,9% em relação ao ano de 2017, segundo o Censo Escolar 2018 apresentado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

SERVIÇO:

Escolaridade mínima: ensino médio completo

 

Website: http://www.centroeuropeu.com.br/

 

Tudo sobre: 

Contato