Em negocios / noticias-corporativas

Tratamento precoce de hérnias de disco evita cirurgia na coluna em 85% dos casos

O diagnóstico precoce e o tratamento conservador com a administração de remédios, repouso, fisioterapia, acupuntura, prática de atividades físicas e fortalecimento muscular são eficientes na grande maioria dos casos.

Descobrir e tratar precocemente o abaulamento e a hérnia de disco pode evitar uma cirurgia na coluna em mais de 85% dos casos.

A hérnia de disco é uma patologia da coluna provocada pelo desgaste dos discos intervertebrais, estruturas entre as vértebras que amortecem os impactos da coluna.

Quando os discos se extravasam ou rompem, o conteúdo cartilaginoso comprime as terminações nervosas da medula espinhal, causando dores, fraqueza e formigamento nos membros. 

O diagnóstico precoce e o tratamento conservador com a administração de remédios, repouso, fisioterapia, acupuntura, prática de atividades físicas e fortalecimento muscular são eficientes na grande maioria dos casos.

"Uma cirurgia só será indicada em situações específicas, como dor intratável, déficit neurológico e falha no tratamento conservador sem melhora significativa dos sintomas após no mínimo oito semanas", explica o médico ortopedista especialista em coluna Dr. Antônio Krieger. 

Em seu consultório o médico atendeu 1076 pacientes no último ano. Destes, 88% procuraram o especialista para tratar dores que irradiam pela coluna dorsal, cervical e principalmente na lombar. 

“O desgaste dos discos faz parte do envelhecimento humano, um processo de degeneração natural dos discos, mas também pode afetar pacientes jovens em razão de má postura no dia a dia e no trabalho, falta de atividade física, ou exercícios feitos com sobrecarga e de maneira incorreta”, explica.

Em casos de degeneração, ocorre um abaulamento do disco ou, quando o anel fibroso se rompe, resultando em hérnia, o conteúdo pode pinçar nervos da medula espinhal, entre eles o conhecido nervo ciático.

Cirurgia minimamente invasiva - Quando o tratamento conservador falha, o paciente é orientado sobre as melhores opções cirúrgicas. Felizmente, hoje a medicina proporciona tratamentos cirúrgicos como a endoscopia da coluna.

"Atualmente é possível tratar a hérnia de disco por meio de cirurgia minimamente invasiva, realizada com pequeno corte e uso de câmera de vídeo, o que facilita a retirada da hérnia com o mínimo de agressão às estruturas do corpo. Isso permite que o paciente tenha alta e vá para a casa no mesmo dia do procedimento", explica o cirurgião.

O uso do endoscópio associado a uma câmera é similar ao uso do equipamento em cirurgias abdominais e na artroscopia de joelho e quadril. O cirurgião acessa e remove a hérnia de disco com dano mínimo às estruturas da coluna e musculatura através de uma incisão de 0,5 cm, que é fechada com um ponto e recebe um pequeno curativo.

 Benefícios para os pacientes - O objetivo do tratamento da hérnia de disco, seja conservador ou cirúrgico, é a qualidade de vida do paciente. Além da recuperação mais rápida, os pacientes são orientados a não descartar a prática de atividades físicas. Exercícios regulares previnem dores nas costas, uma vez que fortalecem o "escudo muscular" que estabiliza a coluna.

Segundo os dados coletados do consultório do cirurgião, pacientes que já praticavam retornam às atividades esportivas, em média, 34 dias após a cirurgia.

Website: https://coluna.net/

 

Tudo sobre: 

Contato