Em negocios / noticias-corporativas

Turismo em Bonito fortalece a economia do Mato Grosso do Sul

Estado consolida o status de ‘líder nacional da hospitalidade’ impulsionado pelo turismo em Bonito.

A belezas da região central do Brasil geram surpresas, tanto para os próprios brasileiros quanto para visitantes de outros países. Com um número cada vez maior de estrangeiros que visitam a região, o Mato Grosso do Sul carrega consigo a vocação para ser o maior polo do turismo do país.  O estado faz divisa com Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso, Paraná e São Paulo, fazendo fronteira também com a Bolívia e o Paraguai. Famoso polo agropecuário do país, o Mato Grosso do Sul é cercado por propriedades rurais produtivas, que dão à região um ar de paisagem campestre. O clima do tipo tropical garante um verão com chuvas rápidas e um inverno com tempo mais seco.

O provável responsável por todo o encantamento dos visitantes de outros países é o turismo em Bonito, cidade bem próxima da região do Pantanal e considerada a maior planície alagável do mundo. A cidade de Bonito é um dos destinos mais cobiçados e deslumbrantes não só do estado, mas de todo o Brasil. Isso não é à toa. Recentemente o estado foi eleito o campeão nacional em hospitalidade. Numa pesquisa promovida pelo Ministério do Turismo, o Mato Grosso do Sul foi eleito o melhor neste quesito, com aprovação de 99,8% dos visitantes internacionais.

O que é mais bonito em Bonito

Rios de águas cristalinas, grutas, cavernas e cachoeiras. Flora e fauna exóticas, com centenas de espécies de aves, mamíferos e répteis exuberantes, ocupando uma mistura do Cerrado com a Mata Atlântica em termos de vegetação. Essas são algumas das belas características da cidade de Bonito, capital do turismo do Mato Grosso do Sul. O município possui cerca de 40 atrações naturais, que possibilitam aos visitantes, várias opções de atividades. Quem estiver interessado em contemplar as belezas da região pode, por exemplo, visitar as grutas e tomar banho em cachoeiras e rios de águas claras como só se vê no cinema.

Já os amantes da aventura têm à disposição trilhas no solo ou circuitos nas árvores (arvorismo) para percorrer, descer trechos de rios fazendo flutuação (com o próprio corpo) ou utilizando botes e boias (boia cross) ou caiaques infláveis (duck). Há ainda passeios em Bonito que são mais convencionais, como andar de quadriciclo, a cavalo (cavalgada) ou de bicicleta. Para os mais radicais as opções também são das mais variadas, como os mergulhos em rios e lagoas e o rapel.

Bonito é a campeã do turismo sustentável

Bonito é um município mundialmente famoso pelo seu ecoturismo, e destaca-se como o principal destino brasileiro que engloba o turismo de aventura com preservação ambiental. A gestão pública focada na sustentabilidade e o voucher único, sistema desenvolvido pelo município de Bonito para monitoramento da capacidade de carga, são modelos no mundo todo. Outra responsável pela organização da atividade na cidade é a profissionalização da gestão e dos equipamentos turísticos.

Bonito foi eleita recentemente e pela 15ª vez, o “Melhor Destino de Ecoturismo” do Brasil. A pujança da cidade no assunto é tamanha, que Bonito só não conquistou o posto em duas das dezessete edições da competição que define “O Melhor de Viagem e Turismo” do país. O prêmio é concedido por meio de votação de leitores e de um júri especializado em turismo.

Mais precisamente, receberam prêmios o Recanto Ecológico Rio da Prata e a Lagoa Misteriosa, ambos na categoria Parceiros do Turismo, com a iniciativa “Na pegada da sustentabilidade”. A adoção de práticas sustentáveis, como reciclagem dos resíduos sólidos, produção de horta orgânica, viveiro de mudas, criação de uma RPPN (Reserva Particular do Patrimônio Natural) na propriedade, visitação de mínimo impacto ambiental, sistema de gestão de segurança certificada são algumas das ações desenvolvidas nessas atrações.

Bonito deve impulsionar ainda mais o crescimento do turismo no MS

Cerca de 91 mil turistas estrangeiros estiveram em vários destinos do Mato Grosso do Sul no ano passado. Bonito, obviamente, é o principal deles. Esta estatística está nos números divulgados pelo Ministério do Turismo no Anuário Estatístico de Turismo 2019, com ano base 2018. Isso indica um aumento de 14% em relação a 2017 somente nesta região. Com isso, o estado continua sendo o primeiro estado do Centro-Oeste em fluxo internacional. O percentual mantém o Mato Grosso do Sul na lista dos dez estados brasileiros que registraram aumento no número de turistas internacionais.

E, mais uma vez, esses números poderão aumentar com a melhora do acesso à cidade, que poderá ganhar uma ponte área com São Paulo, por meio do Aeroporto Internacional de Guarulhos. O plano é discutido e pode aumentar em 30% o fluxo turístico no município. O acordo ainda não foi fechado, segundo o diretor-presidente da Fundtur (Fundação de Turismo de MS), Bruno Wendling, mas especula-se que a medida está próxima de ser efetivada.

Website: http://carandabonitoepantanal.com.br/

 

Tudo sobre: 

Contato