Em negocios / noticias-corporativas

Investigação particular colabora em casos de pessoas desaparecidas

Só em São Paulo foram contabilizados 25 mil casos de desaparecimento de pessoas em 2017

Dados sobre pessoas desaparecidas no Brasil assustam. Segundo pesquisa realizada pelo Comitê Internacional da Cruz Vermelha, em 10 anos — de 2007 até 2017 — o número de pessoas desaparecidas chegou a 786 mil no Brasil. São Paulo é o estado com o maior número de casos, ao somar 25 mil, só em 2017. O mito de que o desaparecimento deve ser comunicado após 48 horas, colabora para o menor índice de resolução dos casos.

Fica a cargo da polícia intervir nesses casos de desaparecimento, entretanto, existe a possibilidade de contratar o serviço de investigação particular para colaborar nas investigações. Esse trabalho é realizado por um detetive particular, sendo que hoje, após a regulamentação da profissão, é possível encontrar detetives gabaritados para a execução de tal trabalho.

Segundo Daniele Martins, fundadora da Agência de Detetives Daniele, diversos fatos podem levar ao desaparecimento de uma pessoa. “Questões familiares, médicas e até acidentes de trânsito justificam o desaparecimento de uma pessoa”, disse ela. É comum uma pessoa ficar ‘desaparecida’ por um dia, após uma crise de ansiedade, ou após um incidente de automóvel, enfatiza a profissional, ao ressaltar que esses casos em específico costumam ser resolvidos de forma rápida.

A profissional ressalta que o trabalho de um detetive particular pode ocorrer em paralelo, ou seja, de forma independente as investigações policiais. “É comum a contratação de um detetive particular quando as investigações oficiais demoram, ou emperram por questões judiciais. Nessas horas, familiares buscam o auxílio de detetives para colaborar nas investigações”, explica Daniele.

Entretanto, a detetive particular ressalta que o trabalho de investigação particular em conjunto ao da polícia deve ocorrer com a autorização do delegado e da corporação que acompanha o caso. “Não podemos interferir no trabalho dos agentes policiais. Pode ser solicitado o acompanhamento, podendo ou não ser autorizado pelo investigador de polícia”.

Em sua agência, a demanda por investigação de pessoas desaparecidas é corriqueira. Devido aos anos de experiência da detetive, o índice de resolução é significativo. “Dos casos atendidos aqui na agência, colaboramos na resolução de 62% deles”.

Para isso, é importante que quem contratou o serviço de um detetive particular forneça informações precisas sobre o desaparecido. “Pedimos que nos informem para onde a pessoa se dirigia, a roupa que vestia, se poderia estar acompanhada ou indo encontrar alguém”. Tais dados colaboram para que o trabalho de investigação particular se inicie e que esse profissional colabore para a resolução do mesmo. 

Website: https://detetivedaniele.com.br/

 

Tudo sobre: 

Contato