Em negocios / noticias-corporativas

O que é preciso para iniciar uma marca na indústria alimentícia?

Com a dificuldade de produzir matéria-prima ou armazenar produtos, muitos empreendedores acabam desistindo desse sonho

Após dois anos de baixa - consequência da crise econômica que assolou o Brasil, o mercado de alimentos voltou a crescer. Segundo Relatório Anual da Associação Brasileira das Indústrias de Alimentos, ABIA, no ano de 2017 houve alta de 4,6% no setor, resultando em um faturamento de R$ 642 bilhões. A previsão de crescimento para o ano de 2018 era algo entre 2,5% e 2,9%.

Ainda segundo o Relatório, foi possível constatar que o Brasil é o maior exportador mundial de suco de laranja, açúcar e café solúvel. E não só por isso se torna foco dos empreendedores, todos resultados positivos do mercado alimentício, quando somados, voltam a chamar a atenção e se colocam à frente nos investimentos.

Entretanto, morar em grandes capitais pode ser um fator que dificulta o cultivo e produção de certas matérias-primas.  “Notamos que a falta de espaço para cultivo de matérias-primas e local para produção é um impedimento muito grande para os que estão começando”, comenta Edgar Monteiro, CEO da Bio Supre, empresa que assessora processos de produção. “Além disso, a falta de local para armazenar os produtos de maneira correta também se torna um impeditivo”, complementa.

Começando do zero

Para desenvolver um produto, é preciso estruturar um plano para diversas etapas. Antes de mais nada, é importante definir o que será produzido, qual será o público-alvo e como serão feitas as comunicações e desenvolvimento da marca em questão. É a etapa de definição do conceito.

Feito isso, é hora de pensar no produto em si. “É preciso entender se ele será voltado ao público saudável, vegano, entre outros. Só assim é possível dar os próximos passos”, comenta Edgar. Depois é a hora de botar a mão na massa: desenvolver e testar o produto até que fique da maneira desejada.

Negócio para todos

Iniciar uma marca não é tarefa fácil. Para deixar os processos mais fluidos é possível contar com a ajuda de profissionais. Com modelo de negócio que cuida de tudo, desde a produção até a distribuição, a Bio Supre é capaz de levantar e apoiar de micro a grandes empresas. Edgar conta que o apoio é presente desde o início do projeto e que, além disso, também é possível contar com auxílio para produção de diferentes linhas de produtos: sucos, chás, shakes e até mesmo cosméticos.

A Bio Supre se torna um instrumento de transformação, cuidando de toda a burocracia e mão de obra. Após entender o que é necessário para produção de determinado produto ou alimento, é iniciada a fabricação, assim como todo branding e audiovisual, afinal, quando uma infraestrutura está à disposição, fica mais fácil desenvolver o  que é desejado. Saiba mais: www.biosupre.com

Website: https://www.biosupre.com/

 

Tudo sobre: 

Contato