Em negocios / noticias-corporativas

Inovação na Justiça do Trabalho é tema de evento realizado em Campinas/SP

Evento inédito reúne juízes, advogados, procuradores, dirigentes sindicais, representantes de grandes empresas e OAB para buscar soluções inovadoras na Justiça do Trabalho.

De acordo com o CNJ e o Conselho Federal da OAB, o Brasil possui mais de 1.1 milhões de advogados e 80 milhões de processos judiciais. Nesse sentido, a sobrevivência do profissional do Direito exige uma transformação do conhecimento e mudança de mindset. Pensando nisso, advogados, designers e programadores se uniram e criaram a Lex Design - uma empresa de inovação jurídica que utiliza o design e a tecnologia para repensar a atuação no universo jurídico.

“O mundo mudou mas a forma da rotina de trabalho do advogado continua a mesma. Esse tipo de debate é importante para desenvolver novas ferramentas e trazer agilidade na esfera trabalhista e no Direito como um todo”, explica Guilherme Leonel, diretor da Lex Design.

O evento

O evento, denominado “Legal Design Sprint - Justiça do Trabalho”, contou com a participação de 25 pessoas representando todos os principais atores de um processo judicial trabalhista, unindo suas visões de maneira que todos os problemas fossem analisados através de diversos ângulos e, consequentemente, a busca de soluções fosse mais assertiva.

Nós estamos saindo completamente da nossa zona de conforto para buscar melhoria em uma justiça especializada”, explica Karina Gonzaga, Coordenadora Sócia e responsável pelo Depto. Trabalhista do escritório Lima, Júnior Domene & Advogados Associados.

De acordo com a Dra. Ana Claudia Torres Vianna, Juíza do Trabalho da 15ª Região, o intuito é “levantar ideias e alternativas para trazer a tecnologia de forma mais intensa para a rotina do direito trabalhista. Por isso estão todos os representantes reunidos para que todos tenham a oportunidade de apresentar suas dificuldades e assim, juntos, construirmos soluções”.

O evento contou com o apoio da Unilever, Lima Júnior, Domene e Advogados Associados e Advocacia Cremasco. Participaram também das dinâmicas representantes de empresas como DHL, 3M, Benteler e Via Varejo, bancas de advogados como TozziniFreire, Lemos Associados e Demarest, demais atuantes advogados na área trabalhista e representantes de diversos sindicatos da região, membros do Ministério Público do Trabalho, da OAB Campinas e juízes do trabalho.

Experiência

Durante 4 dias os participantes passaram por todas as etapas do design thinking aplicado ao direito, desde o brainstorming de ideias e criação de novos modelos de trabalho a testes e melhorias. Os participantes tiveram, ainda, apresentações de startups jurídicas e desafios sobre tecnologia.

De acordo com Júlio Cesar Beltrão, Diretor Jurídico Brazil & Latam da Unilever, muitas ideias construídas durante o evento podem ser aplicadas. “O processo de Design Thinking começa caótico mas conduz a uma solução que pode se tornar algo prático”, conclui.

“Eu tenho certeza que vou levar para o meu dia a dia e também vou levar esses projetos não só para o CNJ, Tribunal, Associações, porque é incrível essa experiência de você aprender a pensar diferente”, explica Thais Cremasco, Coordenadora Sócia e responsável pelo Depto. Trabalhista do escritório Cremasco Advocacia.

Os Protótipos

“Fórum Virtual”. Sistema online que visa melhorar a demora na resposta do judiciário (duração do processo) com filtros para identificação e notificação imediata de falhas ou erros na petição inicial, “juiz livre” para apreciação de liminares, despacho virtual, pauta inteligente para direcionar automaticamente as ações judiciais para as varas com informações do processo, estimativa de tempo conforme a complexidade da ação e o tema conforme a competência de cada juízo, além de contar com inteligência artificial para prolação de sentenças automáticas, precatória virtual, dentre outros recursos digitais;

“TRT para você”. Aplicativo que supre a falta de padronização e otimização de procedimentos onde os advogados conseguem inserir informações como adiamento de audiência pela ausência do Reclamante ou testemunhas, pretensão de acordo, acompanhar em tempo real uma audiência que conta com pauta dinâmica para trazer maior previsibilidade e otimização de tempo às partes e advogados, além da realização de audiências online, acesso às informações das varas como horários para homologação, disponibilidade dos Magistrados, dentre outras;

“Jus Company”. Aplicativo que visa suprir o desconhecimento da realidade, histórico das empresas e o formalismo excessivo do judiciário, onde as empresas conseguem inserir vídeos do ambiente de trabalho e estrutura interna, agenda de visitas para Magistrados, link direto para CEJUSC, dados estatísticos da empresa com informações obtidas a partir do PJE e inclusão de documentação como contrato social, tudo isso com acesso direto para os Magistrados terem informações reais das empresas;

“JTE Unificado”. Sistema jurídico que integra o PJE e o JTE criando um ambiente de acordo para melhorar a comunicação entre usuários (jurisdicionados) e judiciário onde os advogados ao realizarem login no sistema serão informados se há proposta de acordo, havendo proposta o sistema abrirá uma tela indicando o rol de processos que acusam propostas, podendo o advogado optar por agendar uma audiência de conciliação virtual ou não ou então, abrir uma janela com chat acompanhada de um conciliador para lavrar o termo de acordo e encaminhar diretamente para homologação do juízo;

“Sindparça”. Aplicativo criado para melhorar a baixa utilização das ações coletivas pelos sindicatos e MPT onde os sindicalizados têm acesso direto às conquistas geradas pelos sindicatos, direitos dos trabalhadores, benefícios e convênios.

Resultados

Foram realizadas mais de 24 entrevistas entre todos os participantes, 15 testes com usuários, 120 ideias, 5 protótipos e um valioso aprendizado: a empatia é fundamental para a correta construção de soluções inovadoras. As soluções passaram por sistema online para melhorar o tempo de resposta do Judiciário a aplicativos para informação de procedimentos de varas judiciais e acompanhamento das audiências em tempo real.

Ao final, os participantes se comprometeram a levar adiante os projetos desenvolvidos e a segunda etapa do evento acontecerá no mês de maio. Para esta etapa serão abertas 5 novas vagas. Inscrições através do contato@lexdesign.io

Website: http://lexdesign.com.br/

 

Tudo sobre: 

Contato