Em negocios / noticias-corporativas

Máquina de lavar louças profissional tem se tornado cada vez mais essencial em restaurantes

Dados apontam que a sua utilização pode gerar uma economia significativa de água, entre outros benefícios, fazendo com que seja um investimento com retorno rápido e importante para quem trabalha no food service.

Por lidar com produção em tempo real, o segmento de bares e restaurantes é considerado um dos mais desafiadores, e o que leva ao sucesso vai muito além do talento na cozinha.

Da escolha do ponto, passando pela contratação dos melhores profissionais, até a compra dos melhores equipamentos, basta uma única decisão equivocada para que o lucro líquido não seja o esperado.

Sobre o maquinário, abrir mão de uma lava louças profissional para restaurante por uma suposta economia de custos pode gerar um impacto no aumento do consumo de água com a higiene manual, baixa qualidade na assepsia e perda de produtividade. O fato de que esse equipamento pode gerar uma economia de 90% de água comparado ao processo feito com as mãos já faz com que valha a pena.

Alguns custos não são gastos, são investimentos que se revertem facilmente em aumento do faturamento e maior competitividade na empresa.

Muitos empreendedores abrem empresas de food service pela intimidade com a cozinha, esquecendo-se de que o grande desafio do setor é a gestão, incluindo questões como a melhor engenharia de cardápio, a combinação ideal de equipamentos (como lava louças profissionais para restaurante, ultracongeladores e fornos combinados), comunicação exata com o cliente e, principalmente, estratégias eficientes de redução de custos variáveis.

Estima-se que os custos variáveis representem cerca de 65% dos custos totais de uma empresa do setor. Dessa parcela, o consumo de água e luz, a perda de matéria-prima e as constantes avarias em utensílios são os principais pontos de atenção, e seu gerenciamento racional pode elevar significativamente o retorno do estabelecimento.

Para comprovar esse dado, basta ver que simples recomendações do Sebrae (como utilizar chuveirinhos de silicone nas torneiras e redutores de pressão para diminuir a vazão) podem diminuir facilmente 36% na conta de água.

Nesse propósito, outra iniciativa é a compra de uma lava louças industrial para restaurante ou sua troca por um modelo mais atual.

Por exemplo, um restaurante “fast-food” (taxa de rotatividade maior do que um estabelecimento tradicional), com espaço para 150 pessoas, que recebe sua capacidade máxima aos sábados à noite, tem uma intensidade do fluxo de processos que exige a disponibilidade de cada utensílio nos minutos seguintes ao seu uso. Essa meta é audaciosa e improvável de alcançar por quem trabalha de forma “analógica”.

Não ter um equipamento profissional de lavagem significa acumular grande quantidade de louças na cozinha, ter menor disponibilidade de peças para dar vazão aos pratos prontos e, com isso, criar perigosos gargalos de eficiência que resultarão, lá na ponta do processo, em clientes insatisfeitos e aumento nos índices de reclamação.

A difícil dinâmica de um restaurante impõe perfeição em todos os pontos do processo. Não adianta ter cozinheiros rápidos e com expertise indiscutível se erra no ponto mais simples (reposição de utensílios com velocidade e economia de custos).

Segundo estudos, 72,7% dos clientes insatisfeitos com um primeiro atendimento trocam de fornecedor, sendo que, destes, 63,2% mostram ainda propensão de falar mal da empresa. Definitivamente, algumas “economias” não valem a pena.

Uma lava louças profissional para restaurante como a da Prática (líder no segmento de equipamentos para o preparo de alimentos no Brasil), lava e enxágua a quente até 18 pratos grandes por ciclo de 1 minuto.

Além disso, a economia de água em comparação com a lavagem manual pode chegar a 90%. Uma simples torneira aberta por hora gasta 1,2 mil litros. Uma hora da lavadora Prática gastará pouco menos de 130 litros.

Em um segmento tão competitivo, ter um equipamento profissional de lavagem de utensílios é mais do que vantagem, é necessidade.

Isso porque esse maquinário permite uma economia anual bastante representativa quando se analisa a redução no consumo de água, a baixa quebra de louças e a ausência da necessidade de usar panos e álcool após a lavagem.

Estima-se que um restaurante de 200 refeições no almoço terá o retorno do investimento em uma máquina dessas entre 9 e 12 meses. Veja outros benefícios de um equipamento de ponta como o da Prática:

  • lava e enxágua em alta temperatura até 18 pratos grandes dentro de um ciclo de 1 minuto;
  • consome apenas 2,4 litros de água por ciclo;
  • opera com temperaturas altas que higienizam a louças, algo impossível no caso de uso das mãos (estas temperaturas são a única forma de eliminar definitivamente toda a variedade de microrganismos);
  • ciclos automáticos de diferentes tempos para diferentes graus de sujidade;
  • eliminação da necessidade de contratar funcionários extras (diaristas) para lavar louças em dias de maior demanda;
  • presença de porta com mecanismo especial que a deixa leve para o uso a cada minuto;
  • construção robusta do tanque com cantos arredondados para fácil e rápida limpeza;
  • protetor da bomba de lavagem;
  • multivoltagem (a mesma máquina pode ser ligada em 220V/bi, trifásico ou 380 tri).

Construída totalmente em aço inoxidável, essa poderosa solução para cozinhas profissionais é marcada pela sua rapidez, silêncio e produtividade. Contando com duas plataformas coletoras, essa máquina livra a louça dos resíduos sólidos com facilidade.

Além disso, de forma auxiliar, há um sistema que regenera a água automaticamente, assegurando a drenagem extra de qualquer mínimo resíduo que ainda esteja nos pratos e travessas.

De fácil instalação e higienização, os modelos PRCOP504 ou PRCOP604 da Prática propagam pouco calor no ambiente, mesmo trabalhando com temperaturas elevadas (em virtude da presença de paredes duplas, fixadas para não transferir ruído e calor para o ambiente externo).

As altas temperaturas que dispensam o uso de panos com álcool após a finalização da limpeza dentro da máquina.

Essa lava louças industrial para restaurante possui sensores para identificação de materiais mais frágeis (como cristais e louças delicadas), evitando movimentações bruscas que resultem em quebras.

Por fim, destaca-se que essa linha não exige que as louças se submetam a uma pré-lavagem: basta descartar os resíduos sólidos antes de posicionar a louça no rack da máquina (diferentemente do que ocorre, por exemplo, com as máquinas domésticas).

Website: https://www.praticabr.com/

 

Tudo sobre: 

Contato