Em negocios / noticias-corporativas

Startup amplia serviços para oferecer consultas online e telemedicina a profissionais da saúde

A revogação da resolução do CFM que ampliava o uso da Telemedicina - apenas 19 dias após sua publicação - mostra que o tema é de grande interesse e merece discussão. Mas, entre os psicólogos, as consultas online já são autorizadas há anos. Atenta às necessidades destes mercados, a startup Nossos Doutores prepara para os próximos meses sua integração à plataforma WebMeeting, para o lançamento do serviço de consultas online.

Quando a conexão à internet, cerca de 20 anos atrás, ainda usava linhas telefônicas e modens barulhentos, imaginar o mundo com a telemedicina – com consultas online, diagnósticos emitidos por inteligência artificial e robôs transitando pelos corredores de hospitais – era tarefa muito mais próxima de escritores de ficção científica do que de profissionais da saúde. Mas o que parecia futurologia vem se tornando realidade já há alguns anos.

As primeiras normas sobre Telemedicina publicadas pelo Conselho Federal de Medicina são do ano de 2002. Dezessete anos depois, a resolução CFM 2.227/18, publicada em fevereiro de 2019, redefiniu as regras da Telemedicina no Brasil, abordando desde as consultas online (também chamadas de teleconsultas) até as telecirurgias, que envolvem o uso de robôs operados a distância.

Ainda que representasse um avanço, a nova resolução foi revogada pelo CFM apenas 19 dias após sua publicação. Entre os motivos estão as dúvidas de conselhos regionais e entidades médicas, que pedem mais tempo para analisar o documento e enviar sugestões de ajustes, que levem a um consenso e maior cumplicidade dos envolvidos na sua implementação.

 

Internet na Medicina: aliada ou ameaça?

A medicina está entre as áreas do conhecimento que mais envolvem uso de tecnologia. Medidores portáteis de insulina, micro câmeras, exames computadorizados e sensores digitais já fazem parte do dia a dia de médicos e pacientes há muito tempo. Mas quando o uso destas tecnologias envolve o distanciamento físico – no caso, o uso da internet –  é que a discussão se torna mais sensível.

"É importante que a internet seja vista como aliada, não como ameaça. O objetivo é facilitar o acesso do paciente ao médico", destaca Helder Conde, cofundador da startup Nossos Doutores, em que profissionais da saúde criam seus perfis online e recebem o agendamento de consultas particulares de pacientes em 50 cidades, de 9 estados brasileiros. No momento, todas as consultas agendadas são presenciais e acontecem no consultório dos médicos, psicólogos, dentistas, fisioterapeutas, nutricionistas e fonoaudiólogos que participam da plataforma.

"A internet promoveu mudanças em quase todas as profissões nos últimos 25 anos. Isto envolve a classe médica tanto quanto qualquer outra", explica Helder Conde. "O foco das discussões sobre Telemedicina certamente está muito mais em definir as boas práticas para o uso da internet, do que em impedir seu uso", enfatiza o empresário.

 

Consultas online já são realidade para Psicólogos

Segundo dados da Organização Mundial da Saúde o Brasil está entre os países com maior incidência de problemas ligados à saúde mental e emocional. Estudos que incluem testes de ansiedade revelam que somos o país com o maior número de ansiosos em todo o mundo.

Pesquisas relacionadas a testes de depressão e transtornos depressivos entre brasileiros são igualmente preocupantes. Ocupamos a quarta posição mundial em número de deprimidos e somos o oitavo em total de suicídios.

Atento à necessidade de facilitar o acesso da população a tratamentos psicológicos, o Conselho Federal de Psicologia liberou em 2012 a realização de terapia breve por meio de consultas online. Seis anos depois publicou a resolução 11/2018, liberando número ilimitado de sessões a distância, permitindo tratamentos mais prolongados.

"Os benefícios das consultas online estão muito além da simples comodidade", ressalta Solange Maia, cofundadora do Nossos Doutores. Ela destaca que as teleconsultas otimizam custos e tempo, reduzem deslocamentos e faltas às consultas, além de facilitar o acesso a novos profissionais e novos pacientes, sem limites geográficos.

A empresária lembra que "é imprescindível que a tecnologia seja fácil, segura e permita uma comunicação natural. A distância não pode gerar qualquer prejuízo à relação do profissional com seu paciente".


Olho no Olho, mesmo a distância

Atenta à oportunidade que as consultas online representam, a startup Nossos Doutores firmou em fevereiro de 2019 uma parceria exclusiva de tecnologia com a Atitude Mídia Digital, desenvolvedora da plataforma WebMeeting, para oferecer nos próximos meses aos psicólogos – e, futuramente, aos médicos – a possibilidade de realizarem consultas online com seus pacientes.

A plataforma WebMeeting foi vencedora em 2015 e 2017 do WebRTC Product of the Year, prêmio que reconhece as melhores soluções de webconferência em todo o mundo. Grandes empresas farmacêuticas e entidades médicas utilizam a plataforma para a transmissão online de conteúdos científicos, simpósios e palestras, para boa parte da classe médica brasileira.

"A inovação e robustez da plataforma WebMeeting, aliada ao seu expertise na área de saúde, nos permite avançar em nossa missão de encurtar distâncias entre pacientes e profissionais da saúde, com absoluto respeito às normas éticas e técnicas", explica Helder Conde, do Nossos Doutores.

As consultas online poderão ser realizadas com um smartphone ou um computador, usando qualquer banda larga comum. A tecnologia se adapta automaticamente às condições da internet e do dispositivo utilizado, permitindo uma comunicação natural, sem interrupções, nem atrasos. Áudio e vídeo são criptografados, garantindo segurança e confidencialidade.

"É a experiência mais próxima possível de uma consulta presencial. Não se trata de atender o paciente via e-mail ou mensagens de texto. Com as consultas online do Nossos Doutores, via WebMeeting, a interação do doutor com seu paciente acontecerá olho no olho, como no consultório", destaca Solange Maia. "Isto favorece a empatia, a observação das reações e do estado emocional do paciente, que são tão importantes, especialmente em consultas psicológicas."

A empresária destaca que as consultas online não serão oferecidas em substituição às consultas presenciais, mas como um serviço adicional da empresa aos profissionais de saúde e pacientes.

Os fundadores da startup são otimistas quanto às discussões futuras sobre a Telemedicina: "Temos certeza de que o objetivo é tornar as normas mais claras e as práticas mais seguras", aponta Helder Conde. "Sendo este o centro das discussões, todos tendem a ganhar – mesmo que isto requeira um pouco mais de tempo".

Website: https://nossosdoutores.com.br

 

Tudo sobre: 

Contato