Em negocios / noticias-corporativas

P&D da indústria biofarmacêutica adota novo Código de Práticas para impulsionar a integridade nos negócios a nível mundial

O novo Código de Práticas em vigor a partir de 1º de janeiro de 2019, impõe uma proibição completa de presentes e apoios promocionaisA indústria vai mais além da conformidade e reafirma seu comprometimento para assegurar uma estrutura ética como modo de aumentar a integridade e a confiançaA indústria apresenta novo código para pacientes e profissionais de saúde

O novo Código de Práticas da Federação Internacional de Associações e Empresas Farmacêuticos (IFPMA) entrará em vigor em 1º de janeiro de 2019. O Código de 2019 é marcado por duas mudanças importantes. Primeiro, proíbe presentes e apoios promocionais (assim chamados "bens") para medicamentos sob prescrição, onde quer que as empresas membros da IFPMA atuem. Segundo, introduz uma mudança de posição de um enfoque baseado em regras para um código baseado em valores, que busca ajudar melhor a orientar o comportamento em negócios e interações entre os membros da IFPMA e a comunidade de cuidados de saúde.

Parte da proibição de presentes são algumas exceções baseadas na personalização de presentes para marcar significativos eventos nacionais, culturais ou religiosos (por exemplo, itens de culinária especiais ou pagamentos de consolação). Isto faz com que o resto do mundo se alinhe com as atuais diretrizes europeias e dos EUA. A proibição reflete o compromisso da indústria farmacêutica em direçãoà preocupação geral que itens promocionais banalizam o importante relacionamento profissional que deve existir entre os representantes farmacêuticos e os profissionais de saúde, e que os interesses do paciente devem estar no centro. Este relacionamento se baseia no conceito de que o intercâmbio mútuo assegura que o paciente se beneficie de todos os lados, compartilhando a experiência e o conhecimento cientifico, e permitindo o desenvolvimento e o uso eficaz de novos produtos médicos e vacinas.

"Estamos contentes em ver que o novo Código de Práticas da indústria farmacêutica se baseia em valores e que isto irá conduzir ao instinto correto de colocar o paciente em primeiro lugar. A partir da perspectiva do paciente, apoiamos a auto-regulamentação para todos os profissionais de saúde e a indústria. É importante que quando entram no consultório de um médico, os pacientes saibam que podem confiar neste conselho. Estamos satisfeitos em trabalhar com o Código e promover o mesmo" disse Kawaldip Sehmi, Diretor Executivo da Aliança Internacional de Organizações de Pacientes (IAPO).

Após meses de organização interna para preparar as empresas e associações membros da IFPMA para o Código 2019, as atualizações também foram apresentadas às parcerias na Estrutura de Consenso para Cooperação Médica, incluindo organizações internacionais representando médicos, pacientes, enfermeiros e farmacêuticos (WMAIAPOICNFIP).

"A confiança é o sangue vitalànossa indústria, é a "estrela guia" para nosso comportamento. Não é apenas o que a inovação farmacêutica alcança que importa, mas também como a indústria consegue alcançá-lo. Ao implementar o novo Código revisado em sua totalidade tratamos de dar andamento às conversações e obter nossa licença para operar. Estimulamos médicos, farmacêuticos, enfermeiros e pacientes a se tornarem conscientes dos padrões éticos atualizados. Quanto melhor nossos acionistas entenderem nossos padrões e nos levarem em conta, mais fácil será para nós vivermos conforme nossos compromissos", disse Thomas Cueni, Diretor Geral da IFPMA.

Enquanto o Código 2019 ainda fornece regras que impulsionam a conformidade, o novo Ethos da IFPMA visa ir mais além e busca incutir uma cultura de ética e integridade. A confiança está no centro do Ethos e os valores de cuidado, equidade, respeito e honestidade descrevem como a indústria se esforça para alcançar esta confiança. Esta nova estrutura ética irá orientar o comportamento nos negócios e interações entre os membros da IFPMA e a comunidade de saúde, não importando como testam as circunstâncias.

Ao refletir o papel exclusivo representado pela indústria farmacêutica com base em pesquisas, o primeiro mecanismo internacional de alto-regulamentação na indústria biofarmacêutica ocorreu em 1981, chamado Código de Práticas de Marketing Farmacêutico da IFPMA. Ele precedeu ainda os Critérios Éticos sobre Promoção de Medicamentos da OMS, que foram emitidos em 1988. Desde então, o Código foi revisado cinco vezes para assegurar que a indústria biofarmacêutica permaneça consistente com as expectativas e necessidades em mudança na sociedade. Com a última edição do Código de Práticas da IFPMA, a barreira para atender às expectativas quantoàconformidade se torna ainda maior.

Sobre a IFPMA

IFPMA representa empresas e associações farmacêuticas baseadas em pesquisas em todo o mundo. 2 milhões de empregados da indústria farmacêutica orientados a pesquisas descobrem, desenvolvem e fornecem medicamentos e vacinas que melhoram a vida de pacientes em todo o mundo. Com sede em Genebra, a IFPMA tem relações oficiais com as Nações Unidas e contribui com experiência industrial para ajudar a comunidade mundial de saúde a encontrar soluções que melhorem a saúde a nível mundial.

O texto no idioma original deste anúncio é a versão oficial autorizada. As traduções são fornecidas apenas como uma facilidade e devem se referir ao texto no idioma original, que é a única versão do texto que tem efeito legal.


Contato:

IFPMA

Morgane De Pol

Gerente de Comunicações e Assuntos Públicos

m.depol@ifpma.org

+ 41 22 38 32 00 / +41 79 962 11 95


Fonte: BUSINESS WIRE

 

Tudo sobre: 

Contato