Em negocios / noticias-corporativas

Cresce o número de pagamentos via celular no Brasil

As pessoas preferem facilidade na hora de realizar pagamentos. Por isso, o dinheiro em espécie teve seu uso reduzido e o cartão passou a ser adotado por mais pessoas. E agora, com o avanço tecnológico, a carteira digital, que possibilita o pagamento via celular em restaurantes, lojas e outros estabelecimentos, está conquistando mais público em várias cidades do país.

De acordo com o IBGE, 77,1% dos brasileiros com mais de 10 anos tinham seu próprio celular, sendo este o principal dispositivo para acesso à internet no país. Somando a esses dados o fato de que o pagamento via celular está chegando ao Brasil com força, temos uma população que começa aos poucos migrar dos cartões de crédito e débito para essa nova forma de realizar pagamentos e recebimentos.

Em 2016, segundo o Banco Central, as transações realizadas pelo celular era de 28%, correspondendo a 16,7 bilhões de transações. Enquanto que, somente 8,14 bilhões de transações foram feitas por meio das agências e posto de atendimento. Isso já evidencia o quanto que a população brasileira está deixando outras formas antigas de pagamento para dar lugar ao celular.

Carteira digital veio para substituir os cartões físicos?

A carteira digital é amplamente utilizada para as transações na China e EUA, sendo que no primeiro país até ambulantes e donos de bancas de revista disponibilizam essa forma de pagamento. Seu método de uso é bem seguro, o que facilita ainda mais a sua adoção.

Segundo a Global Payments Report 2017 da Worldpay, o uso da carteira digital no Brasil deve dobrar, passando de 15% (dado atual) para 31% em 2021.

O fato é que, as pessoas preferem facilidade na hora de realizar os pagamentos. Por isso, o dinheiro em espécie teve seu uso diminuído e o cartão passou a ser adotado por mais pessoas. E agora, com o avanço tecnológico, a carteira digital, que possibilita o pagamento via celular em restaurantes, lojas e outros estabelecimentos, está conquistando mais público em várias cidades do país.

Quais vantagens o pagamento via celular pode proporcionar?

As carteiras digitais são práticas de utilizar, mas também elas possuem outra vantagem: sem burocracia. O máximo que será necessário é ter uma conta no banco, já que alguns aplicativos exigem isso. Outros ainda, nem precisa de conta, basta digitalizar os cartões ou ainda colocar créditos via boleto bancário. Dessa forma, tem-se um aplicativo no celular que substitui o cartão na hora de realizar os pagamentos.

Além disso, o pagamento mobile é seguro, já que são poucos os dados transferidos por rede. E, em alguns casos, não é preciso estar conectado à internet para realizar os pagamentos. Isso facilita o uso, pois quando o celular voltar a ter conexão com a internet as transações vão ser atualizadas. Sem contar que não será mais preciso ter vínculo bancário e a carteira física pode ficar em casa.

Em 2013, a consultora inglesa eDigitalResearch realizou uma pesquisa para saber o que os usuários que já utilizavam o pagamento via celular pensavam dessa nova tecnologia. O resultado foi que a conveniência e a forma rápida e fácil de usar eram destaques dessa nova forma de pagamento em relação ao cartão e ao dinheiro em papel.

Quais benefícios o Brasil pode ter com esse novo meio de pagamento?

O pagamento via celular, assim como outras formas atuais de realizar transações, como relógios inteligentes, QR Code, internet banking, NFC, SMS e pagamento por reconhecimento de íris ou biometria, pode ser benéficos para o consumidor como para a economia nacional. O Brasil ainda precisa avançar muito para alcançar países como EUA e China, em que esses meios de pagamento são mais comuns.

A estimativa é que até 2021, o pagamento via celular terá movimentado até US$23,7 bilhões no Brasil. Com uma facilidade maior em mãos, sendo que será necessário andar apenas com um celular, fica mais fácil de fazer a economia girar.

Para isso, é preciso que tanto os comerciantes, como consumidores, aprovem e passem a utilizar mais essa forma de realizar pagamentos. Pois é preciso que o restaurante, loja, farmácia ou outro estabelecimento, tenha um celular com o aplicativo para aceitar pagamentos por celular. Mas com o tempo, e com a nova geração que não vive mais sem celular, o cenário vai se encaminhando para transações mais modernas, rápidas e fáceis.

Então, o que se pode esperar é que os clientes perguntem nos estabelecimentos, se há disponível pagamento via celular.

Dados sobre o Brasil

A Code Money, empresa brasileira que têm aplicativos que transformam smartphones em dispositivos de pagamento e recebimento, analisou mais de 400 mil transações realizadas dentro da plataforma e garante que, a adoção está cada vez maior, tanto de usuários quanto estabelecimentos comerciais.

"Um dos maiores desafios de atuar no Brasil é pelo aspecto cultural, onde existe uma resistência pela mudança." Afirma Maikew Medeiro, COO e responsável pela expansão comercial da companhia.

Em 2017, os usuários da Code Money demoravam em média 42 dias para realizar o segundo pagamento usando o aplicativo. Esse número mudou muito em 2018, atualmente o intervalo entre os pagamentos caiu para 4 dias, afirma a empresa.

Confira outros dados interessantes levantados pela empresa:

67% das transações foram realizadas por homens

A adesão inicial a tecnologia é maior por usuários do gênero masculino.

36% das transações ficam concentradas na faixa etária de 25 a 34 anos

Essa informação bate com outros demonstrativos econômicos e comportamentais, onde mostra que a geração Z está constantemente buscando alternativas que facilitem as ações do dia a dia.

Usuários com idade superior a 35 anos têm um ticket médio 34% maior que usuários mais novos

Esse número não é surpresa, devido ao poder aquisitivo que se está ligado a uma maior estabilidade financeira.

Mulheres têm um nível de engajamento 28% maior que homens

Por mais que os homens sejam maioria no primeiro contato com a tecnologia de pagamentos, são as mulheres que surpreendem quando o assunto é recorrência de uso.

Por mais que o Brasil ainda esteja longe de ter um movimento semelhante a países como a China, vemos soluções de pagamento móvel ganhando cada vez mais o dia a dia das pessoas.

Prova disso é que, segundo pesquisa feita pelo FintechLab, das 453 Fintechs (empresas de tecnologia com serviços financeiros) existentes no Brasil, 26% delas atuam na vertical de pagamentos.

Website: https://www.codemoney.com.br/

 

Contato