Em negocios / noticias-corporativas

Contribuintes têm só mais alguns dias para declarar o Imposto de Renda

O preenchimento do formulário deve ser realizado exclusivamente pela internet e se encerra às 23h59 do dia 30 de abril.

Nos próximos dias se encerra o prazo para a declaração do Imposto de Renda 2018, ano base 2017. Embora seja um procedimento obrigatório a milhares de brasileiros todos os anos, ainda são muitas as dúvidas sobre as exigências da Receita Federal, como o que é necessário declarar, como devem estar descritos os dependentes, ou mesmo a maneira de se preencher a declaração. Por isso, buscar auxílio em uma assessoria contábil pode evitar muitos transtornos.

Com a expectativa de receber 28,8 milhões de declarações de Imposto de Renda, a Receita Federal abriu o prazo aos contribuintes em 1º de março. O preenchimento do formulário deve ser realizado exclusivamente pela internet e se encerra às 23h59 do dia 30 de abril. A recomendação é que se reúna todos os documentos com antecedência, para então fazer a declaração, evitando que o processo seja adiado e aumente as chances de o prazo acabar, acarretando consequências desagradáveis.

Não só no que diz respeito à falta da documentação necessária, como também questões de dificuldade para preenchimento do formulário ou de quais informações abastecer podem ser minimizadas quando se busca a orientação de profissionais especialistas. Porém, a própria assessoria contábil orienta que a declaração seja feita com antecedência, para evitar transtornos e garantir que todos os itens necessários apareçam na declaração, além de favorecer o recebimento da restituição, que pode chegar nos primeiros lotes.

Erros durante o preenchimento podem fazer com que a pessoa caia na malha fina, como é popularmente conhecida a Malha Fiscal da Declaração de Ajuste Anual do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física (DIRPF). Por meio dela, o governo aponta as irregularidades encontradas, que podem interferir na restituição ou, em alguns casos, até impedir que ela seja realizada.

A Seta Organização Contábil , empresa dedicada às práticas da assessoria contábil/fiscal, aponta que um dos principais erros na hora de declarar o Imposto de Renda é omitir rendimentos da pessoa ou dos dependentes e por isso, é importante compreender o processo como um todo. "Como este é um procedimento realizado apenas uma vez ao ano, as pessoas acabam não se atentando a determinados itens. Neste sentido, o objetivo da empresa é solucionar questões burocráticas para uma declaração adequada".

Uma assessoria contábil, inclusive, preza pelas atualizações que a Receita anuncia a cada ano, de modo a declarar o Imposto de Renda dos clientes da forma mais completa possível. O fato de possuir profissionais de áreas relacionadas, como direito e contabilidade, favorece o acompanhamento das atualizações e garante que as dúvidas sejam sanadas, por meio de consultorias, diminuindo as chances de erro.

Não declarar o Imposto de Renda pode gerar uma multa mínima de R$ 165,74 e máxima de 20% do imposto devido. As restituições estão previstas para começar em 15 de junho. Devem declarar, pessoas cujo rendimento tributável do ano base superou R$28.559,70; que receberam rendimentos não tributáveis ou tributáveis exclusivamente da fonte, como sorteios e prêmios, superiores a R$40 mil ou ainda quem possui bens de valor superiores a R$300 mil. Outras especificações podem ser conferidas diretamente no site da Receita.

Website: http://www.setacontabil.com.br/

 

Tudo sobre: 

Contato