Em negocios

Restaurante da China fecha após fazer promoção de comida ilimitada

A ideia que a princípio foi tratada como positiva se mostrou um grande erro 

Comida chinesa
(Shutterstock)

SÃO PAULO - Um restaurante na China teve que fechar, apenas 7 meses após sua inauguração, depois de ficar devendo quase US$ 80 mil, cerca de R$ 300 mil, em duas semanas durante uma promoção. A ideia que a princípio foi tratada como positiva se mostrou um grande erro, segundo informações da Fox News. 

Jiamener, como chamava o restaurante em Chengdu, na província de Sichuan, anunciou uma promoção em 1 de junho, na qual os clientes poderiam pagar cerca de US$ 19, cerca de R$ 70, por um cartão fidelidade que dava direito a comida ilimitada durante todo o mês.

Os proprietários, Su Ji e Wang Mengfan, esperavam que a promoção não apenas os recompensasse, mas também gerasse descontos de fornecedores para a compra de quantidades maiores de alimentos. "Sabíamos que estaríamos perdendo dinheiro [lançando a promoção de desconto]. Mas queríamos acumular clientes mais fiéis por meio dessa estratégia", afirmou o dono. 

Durante os 14 dias em que a promoção estava em andamento, Jiamener recebeu mais de 500 clientes por dia, com muitas filas por volta das oito da manhã e outras passando de meia-noite, segundo o site.

Su atribuiu a falta de conhecimento do negócio como a principal razão para o fechamento do restaurante, mas disse que o comportamento do cliente também desempenhou um papel. "O principal problema foi nossa má gestão, mas o comportamento dos clientes foi grosseiro", disse. 

Quer investir seu dinheiro para não cometer erros de negócio? Abra uma conta na XP.

 

Contato