Em negocios

Fundação Lemann e Universidade Columbia anunciam iniciativa em empreendedorismo

Podem participar iniciativas relacionadas à Base Nacional Comum Curricular

Universidade de columbia
(Wikimedia Commons)

SÃO PAULO – Em parceria com a Universidade Columbia e com a Artemisa, a Fundação Lemann, criada pelo bilionário Jorge Paulo Lemann, anunciou nesta segunda-feira uma iniciativa voltada à preparação de empreendedores em educação. O Desafio Start-Ed: Tecnologias para Transformar a Aprendizagem visa encontrar equipes interessadas em desenvolver produtos que apoiem a Base Nacional Comum Curricular (BNCC).

A BNCC é um documento voltado à normatização e padronização da Educação Básica. Ele define um conjunto orgânico e progressivo de aprendizagens essenciais e deverpa nortear os currículos dos sistemas de ensino ao redor do país.

Serão selecionados 12 empreendedores para, usando tecnologia, desenvolver produtos que solucionem três frentes específicas da Base: defasagem escolar, inclusão de alunos com deficiências e participação ativa de pais e responsáveis no processo de aprendizagem de alunos.

Esses selecionados brasileiros trabalharão ao lado de estudantes de diferentes cursos da Universidade Columbia em processo de deação e desenvolvimento, que inclui uma semana de atividades em Columbia, em Nova York (EUA), e acompanhamento durante os oito meses de Desafio. As melhores soluções receberão um prêmio em dinheiro, cujo valor não foi divulgado, ao término do programa.

Para o diretor executivo da Fundação Lemann, Denis Mizne, a implementação da BNCC “ajudará a garantir que todos os alunos brasileiros tenham os mesmos direitos à aprendizagem, mas sabemos que educadores, gestores escolares, pais e responsáveis enfrentarão alguns desafios para trazê-la para dentro da escola".

Inscrições poderão ser realizadas até o dia 10 de setembro através do site do Start-Ed.

 

Contato