Em negocios

Demanda das empresas por crédito recuou 4,7% no semestre

A queda pode ser explicada pela a inflação elevada, as incertezas quanto à recuperação da atividade econômica e o processo de elevação das taxas de juros

empresa empresário executivo

SÃO PAULO - A demanda das empresas por crédito registrou queda de 4,7% no primeiro semestre deste ano, na comparação com o mesmo período do ano passado. Segundo o indicador Serasa Experian de Demanda das Empresas por Crédito, trata-se do segundo menor desempenho para um primeiro semestre de toda a série histórica iniciada em 2007.

De acordo com os economistas da Serasa Experian, a inflação elevada, as incertezas quanto à recuperação da atividade econômica doméstica e o processo de elevação das taxas de juros afetaram a demanda das empresas por crédito ao longo dos primeiros seis meses de 2013.

Porte e região
Na análise por porte, os dados indicam que as MPEs (Micro e Pequenas Empresas) registraram queda de 6,8% na demanda por crédito, na comparação com o mesmo período do ano passado. Já as médias e grandes empresas tiveram alta de 6,3% e de 18,6%, respectivamente.

O estudo explica que devido ao ambiente externo ainda debilitado e dado o estreitamento do mercado de capitais, as médias e grandes empresas tenderam a buscar financiamento junto à rede bancária doméstica, aumentando suas buscas por crédito nos primeiros seis meses deste ano.

Entre as regiões, os dados indicam que o maior recuo na procura das empresas por crédito se verificou na região Sul: variação de -7,2% frente ao mesmo período do ano passado.

Nas regiões Nordeste e Sudeste, as quedas acumuladas neste primeiro semestre de 2013 foram de 4,6% e de 4,1%, respectivamente. Já as regiões Centro-Oeste e Norte exibiram as menores quedas acumuladas nas demandas de suas empresas por crédito ao longo dos primeiros seis meses de 2013: variações de -3,7% e de -3,2%, respectivamente.

 

Contato