Ransomware

Não há evidência de vazamento de dados pessoais em ciberataque, diz Lojas Renner

Companhia foi alvo de um ataque cibernético em 19 de agosto, que deixou os sistemas, site e aplicativo fora do ar

A Lojas Renner (LREN3) informou em comunicado ao mercado que, após o ataque cibernético sofrido em 19 de agosto, “continua em execução o plano de proteção e recuperação das operações da companhia”.

Segundo a companhia, não há qualquer evidência de vazamento de informações ou dados pessoais, em nenhum dos seus negócios.

Leia mais:
O que é ransomware e como funciona?

“As lojas continuam abertas e operando, o e-commerce foi restabelecido, nos sites e aplicativos, nos dias 21 e 22 de agosto, respectivamente, bem como as operações dos centros de distribuição e backoffice, no decorrer da última semana”, diz a empresa.

A Lojas Renner afirma ainda que suas equipes e os profissionais externos contratados “permanecem mobilizados a seguir o plano de proteção e recuperação após o incidente, adotando todos os protocolos de controle e segurança e dando sequência ao trabalho de apuração, documentação e investigação sobre o ocorrido”.

Para entender como operar na bolsa através da análise técnica, inscreva-se no curso gratuito A Hora da Ação, com André Moraes.