Microsoft anuncia fim do Internet Explorer para agosto de 2021

Criado em 1995, navegador será descontinuado para dar lugar ao Microsoft Edge

Equipe InfoMoney

(Divulgação)

Publicidade

SÃO PAULO  – A Microsoft anunciou nesta semana que seus aplicativos e serviços não oferecerão mais suporte ao Internet Explorer até o dia 17 de agosto de 2021.

Sua última versão, o IE 11, lançada em outubro de 2013, deixará de ser compatível com diversos serviços da empresa a partir de novembro de 2020, quando o navegador será descontinuado no Microsoft Teams. Os outros produtos do pacote Microsoft 365 deixarão de suportar o Explorer no ano que vem.

Segundo a empresa, a mudança possibilitará experiências online melhores e mais inovadoras aos seus clientes. “Acreditamos que os assinantes do Microsoft 365 ficarão bem atendidos com essa mudança por meio de um acesso à Web mais rápido e responsivo”, disse a empresa em seu blog oficial.

Continua depois da publicidade

Lançado em 1995, o Internet Explorer já foi o navegador mais popular do mundo, mas perdeu mercado com a criação de outros produtos, como o Firefox, o Safari, da Apple, e o Chrome, do Google.

A Microsoft reforçou que o navegador não vai desaparecer e continuará funcionando nos computadores onde já está instalado, oferecendo suporte para as ferramentas de gerenciamento e intranet que dependem do Explorer.

A companhia recomenda a utilização do novo navegador Edge, criado em 2015 e lançado oficialmente em janeiro deste ano.

O Edge possui mecanismos mais sofisticados de proteção contra crimes cibernéticos e é baseado no mecanismo Chromium, navegador web de código aberto desenvolvido pelo Google, integrando o navegador da Microsoft com os padrões globais da internet.