Educação

“Kroton/Anhanguera” nasce como 17ª empresa mais valiosa da Bolsa; veja ranking

Fusão deu origem à maior brasileira no setor educacional, com valor de R$ 24,5 bilhões, mostra Economatica

Por  Leonardo Silva

SÃO PAULO – A fusão entre Anhanguera e Kroton (KROT3) criou a 17ª maior empresa da Bovespa, com valor de mercado avaliado em R$ 24,488 bilhões. Segundo dados da Economática, a empresa criada será a número um no setor educacional e a única no ramo de atuação a fazer parte do ranking. 

Avaliadas um dia antes da fusão, a Kroton ocupava a 26ª colocação, com valor de mercado avaliado em R$ 16,46 bilhões, enquanto a Anhanguera, que estava em 50ª lugar, tinha valor de mercado estipulado em R$ 8,02 bilhões. 

Em coletiva de imprensa realizada na quarta-feira, o presidente das empresas de educação, Rodrigo Galindo, apontou que o grande desafio a partir da aprovação é continuar mudando a vida das pessoas por meio de uma educação de qualidade. “A aprovação da fusão é um marco na história da educação brasileira. Queremos inspirar pessoas a acreditar que o acesso ao ensino está mais próximo”, disse. 

O acordo havia sido selado em 2013, mas dependia do aval dos investidores. Com o sinal verde, as ações da Anhanguera deram na quinta-feira (3) seu adeus à Bovespa, sendo então incorporadas pela Kroton. Com a fusão, a companhia terá somente o nome Kroton e vai incorporar a Anhanguera em seu portfólio de marcas. A Kroton seguirá listada no segmento Novo Mercado da Bovespa, com Galindo na presidência executiva e Gabriel Rodrigues, da Anhanguera, no comando do conselho de administração.

Na ponta de cima do ranking está a Ambev (ABEV3), com o maior valor de mercado avaliado, R$ 255,7 bilhões. Logo em seguida vem a Petrobras (PETR3; PETR4), com valor avaliado em R$ 219,6 bi, e Itaú Unibanco (ITUB4), estipulada em R$ 168,8 bilhões, mostra a Economática.

Confira o ranking de maiores valores de mercado:

Compartilhe