Programa de ADR

JSL passará a ter ações negociadas nos EUA

Conselho da empresa aprovou programa de lançamento de ADR's Nível 1, que contará com o Deutsche Bank como instituição depositária e o Bradesco como custodiante

SÃO PAULO – O conselho de administração da JSL (JSLG3) aprovou por unanimidade a proposta da diretoria para iniciar o processo de constituição do programa de ADR’s (American Depositary Receipts), o que tornará as ações da companhia mais acessíveis para os investidores norte-americanos.

A ata da reunião, realizada na manhã da última quarta-feira (12), traz as características da transação, que ocorrerá sem emissão de novas ações e em Nível I – negociado apenas no mercado de balcão norte-americano e não pode haver oferta pública nos EUA – e terá como instituição depositária o Deutsche Bank Trust Company Americas e o Bradesco como custodiante.

Após a aprovação, a diretoria da companhia está autorizada a efetivar o programa ADR e divulgar as informações adicionais que surgirem ao mercado.