Em negocios / inovacao

Volkswagen lança nova divisão de serviços para fazer frente ao Uber

Companhia oferecerá serviços de transporte sob demanda no ano que vem através da nova unidade, que se chamará MOIA

Volkswagen
(josefkubes / Shutterstock.com)

LONDRES (Reuters) - A Volkswagen lançou nesta segunda-feira uma nova divisão de negócios digitais para assumir serviços como o Uber, expandindo seu foco de atuação para além da venda de carros.

A VW oferecerá serviços de transporte sob demanda no ano que vem através da nova unidade, que se chamará MOIA. A maior fabricante de automóveis da Europa vem intensificando os esforços para desenvolver serviços de mobilidade digital. No começo do ano, a Volkswagen investiu no negócio de transporte de passageiros Gett.

"No médio e longo prazos, o MOIA criará o tipo de serviço que atenderá às necessidades dos cidadãos urbanos", afirmou Ole Harms, diretor da nova divisão, nesta segunda-feira.

Enquanto busca se recuperar do escândalo de emissões de diesel, a VW espera abocanhar uma fatia substancial da receita gerada por novos serviços até 2025. A montadora tem investido bilhões de euros em veículos elétricos, carros autônomos e serviços de transporte.

As perspectivas de negócio são grandes, avaliou a consultoria A.T. Kearney em estudo publicado em outubro. O mercado global de carros autônomos e serviços relacionados pode crescer para 282 bilhões de dólares até 2030, de 51 bilhões de dólares em 2020, de acordo com a consultoria.

A VW se entregou lentamente aos carros elétricos e por muito tempo ignorou alternativas, enquanto as rivais alemãs Daimler e a BMW há muitos anos davam andamento às próprias operações de compartilhamento de veículos.

Mas a VW deixou claro que pretende compensar pelo tempo perdido durante uma conferência de startups em Londres, na qual lançou o MOIA. "Mesmo que nem todo mundo ainda deva ter seu próprio carro no futuro, o MOIA pode ajudar a tornar todos um cliente da nossa empresa de um jeito ou de outro", explicou o presidente da VW, Matthias Mueller.

No mês passado, ele informou que a montadora estava em negociações com o Uber sobre uma possível cooperação, mas a VW não se contentaria com o mero papel de fornecedor.

A empresa alemã quer se tornar um líder nesse novo segmento de serviços na Europa nos próximos dois anos, disse Harms a repórteres. De acordo com ele, a equipe da MOIA em Berlim deve quadruplicar para 200 até o próximo ano.

(Por Adela Suliman)

 

Contato