Resultados

Holding “acionista” da Vale teve em 2013 seu primeiro prejuízo em 10 anos

Bradespar viu seu lucro passar de quase meio bilhão de reais virar prejuízo de R$ 47,7 milhões entre 2012 e 2013

(Divulgação)

SÃO PAULO – A Bradespar (BRAP4), holding que possui a maior parte dos seus investimentos na Bovespa concentrados na Vale (VALE3; VALE5) e uma fatia menor na CPFL Energia (CPFE3), atingiu uma marca “negativa” em 2013: seu primeiro prejuízo líquido em 10 anos. Nos 12 meses do ano passado, o veículo de investimentos registrou prejuízo de R$ 47,7 milhões, revertendo o lucro de R$ 486,6 milhões obtido em 2012.

Olhando apenas para o último trimestre, o desempenho foi bastante negativo: prejuízo de R$ 900,4 milhões, número 164,6% maior do que os R$ 340,3 milhões obtidos no mesmo período de 2012. Excluindo os efeitos contábeis não recorrentes, o lucro líquido ajustado da Bradespar foi de R$ 1,5 bilhão em 2013, informa a companahia em relatório.

“Na Vale, esses ajustes contábeis referem-se, entre outros, às despesas financeiras líquidas e efeitos tributários relacionados ao Refis, bem como impairment de ativos, principalmente ao projeto de potássio Rio Colorado, e perdas com variações monetárias e cambiais, totalizando R$ 26,6 bilhões, impactando negativamente em R$ 1,6 bilhão o resultado de equivalência patrimonial na Bradespar”.

PUBLICIDADE

Por se tratar de uma holding de investimentos – ou seja, uma empresa não-operacional -, seu resultado reflete praticamente toda a equivalência patrimonial de seus investimentos, isto é, a relação do tamanho da fatia que ela possui no capital das companhias com o resultado líquido apresentado por elas. No 4º trimestre do ano passado, a equivalência patrimonial foi de R$ 897,8 milhões negativos, número 145,7% maior sobre os mesmos três meses de 2012. No acumulado do ano, a equivalência reverteu de R$ 392,1 milhões para R$ 117,2 milhões.

A despesa financeira também cresceu forte no 4º trimestre de 2013: R$ 20,2 milhões – alta de 53,5% na comparação anual. Entre janeiro e dezembro, a despesa financeira somou R$ 65,8 milhões, crescimento de 7% sobre 2012.