Em negocios / grandes-empresas

Estimativa de market share da Amazon cai quase 10% nos EUA

EMarketer, uma das principais fontes para estimativas das vendas no varejo pela internet, agora espera que a Amazon represente 37,7% do comércio online no país neste ano

Amazon
(Shutterstock)

(Bloomberg) -- Uma prestigiada firma de pesquisas reduziu a estimativa para a participação da Amazon.com no e-commerce dos EUA, após a incorporação de novos dados fornecidos pela própria companhia.

A EMarketer, uma das principais fontes para estimativas das vendas no varejo pela internet, agora espera que a Amazon represente 37,7% do comércio online no país neste ano. A projeção anterior chegava a 47%. Os novos dados de participação foram divulgados na quinta-feira pela Information.

Um porta-voz da Amazon relatou que a Emarketer abordou a área de relações com analistas após o presidente Jeff Bezos revelar que vendedores independentes representavam 58% das vendas brutas de mercadorias no website de varejo. Foi a primeira vez que a empresa apresentou publicamente essa métrica.

A revisão da Emarketer coincide com um momento de pressão para reavaliação da extensão do poder de mercado da Amazon — e também do Google (pertencente à Alphabet), Facebook e Apple. Nas últimas semanas, autoridades reguladoras dividiram esforços de supervisão das quatro gigantes, em um sinal de que podem iniciar investigações formais.

A Amazon não quer dar tanta importância ao tamanho de seu mercado, argumentando que representa 4% dos gastos totais no varejo dos EUA. Críticos chamam atenção para sua presença no e-commerce, uma vez que o gasto na internet cresce três vezes mais que no varejo como um todo.

Bezos revelou o percentual de vendas brutas em carta a acionistas em abril. “Vendedores terceiros estão acabando com a nossa festa como vendedores primários”, escreveu ele.

Um porta-voz da Emarketer explicou que a firma baseou a nova projeção no conteúdo da carta de Bezos e que não recebeu informações exclusivas da Amazon.

É difícil calcular seu tamanho porque a Amazon não é apenas uma varejista, mas opera em diversos segmentos, incluindo equipamentos eletrônicos, computação em nuvem e serviços de streaming. Também é desafiador medir sua parcela no e-commerce porque a companhia atua como varejista tradicional e espaço para vendas em consignação.

A Amazon compra no atacado e revende a consumidores, como típica varejista. Nessas transações, contabiliza o preço cheio da compra como receita. Mas em transações geradas por terceiros, a companhia apenas registra as taxas e comissões cobradas dos mesmos. A Emarketer estima a participação de mercado a partir do gasto do consumidor e não da receita da Amazon, de modo que todo o dinheiro gasto na Amazon é calculado na participação de mercado.

A Ebay revela a quantia total gasta por seus compradores: quase US$ 90 bilhões em 2018. A Amazon não faz isso e a quantia acaba sendo estimada por firmas independentes como a EMarketer.

Invista melhor o seu dinheiro. Abra uma conta gratuita na XP. 

 

Contato