Em negocios / grandes-empresas

Fusão da FCA com a Renault pode ser retomada com corte de fatia na Nissan

Planos iniciais foram frustrados pela parceira japonesa, mas, de acordo com a Reuters, as montadoras ainda buscam uma forma de unir forças

fiat jeep renault
(Shutterstock)

SÃO PAULO – A fusão entre as montadoras de veículos Fiat Chrysler Automobiles (FCA) e Renault pode ser retomada, de acordo com a Reuters.

Duas fontes da agência de notícias disseram que a Nissan, parceira da Renault, ofereceu uma alternativa que levaria a seu apoio ao negócio: a redução da participação de 43,7% da francesa na japonesa.

No sábado, Jean-Dominique Senard, presidente do conselho da Renault, enviou uma carta a Hiroto Saikawa, CEO da Nissan, dizendo que sua empresa se absteria de votar a adoção de um novo sistema de governança corporativa da montadora japonesa, em reunião marcada para daqui duas semanas. Na prática, isso inviabilizaria um plano há muito aguardado pela Nissan. 

No dia 6 de junho, a FCA retirou uma oferta que fizera de uma fusão com a Renault depois que o governo francês, maior acionista da Renault, bloqueou o voto do seu conselho e demandou mais tempo para conseguir o apoio da Nissan. Os representantes japoneses se abstiveram.

Juntas, as duas empresas formariam um conglomerado de 5 bilhões de euros, tornando-se a terceira maior montadora de veículos do planeta. 

Quando fez a proposta, o CEO da Fiat, Mike Manley, enviou um e-mail aos seus funcionários em que dizia que a indústria automotiva está passando pela "mais fundamental e dramática transformação vista em quase um século"

Invista melhor o seu dinheiro. Abra uma conta gratuita na XP. 

 

Contato