Em negocios / grandes-empresas

Uber divulga valores de um dos maiores IPOs da história

Empresa de caronas planeja levantar mais de US$ 10,3 bilhões no IPO que deve acontecer em maio 

SÃO PAULO - A Uber planeja levantar mais de US$ 10,3 bilhões no que  provavelmente será um dos maiores IPOs (aberturas de capital) da história, de acordo com formulário da SEC (Securities and Exchange Commission), uma espécie de CVM americana, publicado nesta sexta-feira (26).

A empresa de caronas compartilhadas afirma que espera oferecer 180 milhões de ações a um preço que pode variar entre US$ 44 e US$ 50 por papel, com expectativa de atingir um valor de mercado entre US$ 79 bilhões e US$ 90 bilhões. O ticker que deve ser usado para as negociações é o próprio nome “UBER”.

"Construir esta plataforma exigiu uma disposição para desafiar padrões e reinventar - às vezes até mesmo atrapalhar - nós mesmos", disse o CEO Dara Khosrowshahi no documento divulgado pela SEC.

O  executivo afirma que, na última década, conforme as necessidades e preferências de seus clientes mudaram, a empresa também mudou. “Agora, estamos nos tornando algo diferente novamente: uma empresa pública."

Prévia do primeiro trimestre de 2019

No documento divulgado pela SEC, a Uber informou sua prévia de resultados do primeiro trimestre deste ano. Se por um lado a empresa aumentou o número total de usuários, viagens e receita, por outro as perdas foram significativas. 

Na comparação com o mesmo período do ano passado, os usuários ativos mensais aumentaram em quase um terço, de 70 milhões para 93 milhões. O total de viagens saltou 36% para cerca de 1,55 bilhão e a receita subiu entre 18% e 20% para entre US$ 3,04 bilhões e US $ 3,10 bilhões, tudo de acordo com as estimativas preliminares da Uber.

Mas as perdas operacionais mais que dobraram, de US$ 478 milhões para entre US$ 1 bilhão e US $ 1,1 bilhão.

A Uber estima que o lucro líquido de US$ 3,7 bilhões no primeiro trimestre de 2018 se transformou em um prejuízo líquido entre US$ 1 bilhão e US $ 1,1 bilhão no mesmo período deste ano.

A perda refletiu custos mais altos da plataforma, incluindo maiores gastos com incentivos e promoções, à medida que a empresa lutava para manter a participação acionária em meio a "maiores pressões competitivas" nos EUA e em outros mercados.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado (excluindo a venda de parte das operações à Didi) também aumentou de US$ 280 milhões para US$ 847 milhões.

A Uber continua a expandir seu negócio em diferentes setores, como a entrega de alimentos com o Uber Eats.

"Ainda estamos apenas arranhando a superfície quando se trata de grandes indústrias, como alimentos e logística, e como o futuro da mobilidade urbana vai remodelar as cidades para melhor", escreveu o CEO Dara Khosrowshahi no documento. Vale lembrar que a empresa recentemente admitiu que talvez nunca seja lucrativa

O IPO da Uber atraiu o interesse de vários grandes nomes, incluindo o PayPal. A gigante dos pagamentos concordou em comprar US $ 500 milhões em ações da Uber.

A dupla ampliou sua parceria global e planeja explorar futuras colaborações, incluindo o desenvolvimento da carteira digital da Uber, segundo um representante do PayPal  informou ao site Markets Insider. 

Comece a investir para apostar em grandes empresas. Abra uma conta gratuita na Clear - com corretagem zero. 

 

Contato