Em negocios / grandes-empresas

Pinterest quer levantar US$1,28 bilhão com IPO

A plataforma on-line de compartilhamento de imagens planeja uma oferta de 75 milhões de ações por US$ 15 a US$ 17 cada

Pinterest
(Shutterstock)

(Bloomberg) -- O Pinterest pretende captar até US$ 1,28 bilhão em uma oferta inicial de ações nos Estados Unidos, mas o valor colocaria a empresa abaixo do preço sugerido em sua mais recente avaliação com capital fechado.

A plataforma on-line de compartilhamento de imagens planeja uma oferta de 75 milhões de ações por US$ 15 a US$ 17 cada, segundo comunicado divulgado na segunda-feira. Com base no número total de ações Classe A e Classe B em circulação após a oferta, se for precificada no topo da faixa, o Pinterest seria avaliado em US$ 9 bilhões, segundo dados compilados pela Bloomberg. O valor da empresa totalmente diluído pode ser maior.

Em sua mais recente rodada de financiamento privado em 2017, a empresa captou US$ 150 milhões, com uma avaliação total de cerca de US$ 12,3 bilhões. O Pinterest iniciará o roadshow do IPO em Nova York na segunda-feira e também apresentará o plano em cidades como Boston, São Francisco e Chicago, segundo um documento acessado pela Bloomberg. O Pinterest planeja precificar a ação após o fechamento do mercado em 17 de abril.

Com sede em São Francisco, a empresa acelerou sua oferta para aproveitar o bom momento para o mercado de IPOs nos EUA, que espera uma leva de ofertas iniciais de ações de empresas de tecnologia americanas este ano. Em março, a Lyft, número 2 do segmento de aplicativo de transporte urbano nos EUA, precificou suas ações em US$ 72, na maior oferta de uma startup tecnológica desde o IPO da Snap há dois anos.

A oferta inicial de ações da Lyft foi a maior do mercado americano após a paralisação parcial do governo ter desacelerado o ritmo de IPOs no primeiro trimestre. Depois de ser negociada abaixo do preço do IPO, a ação da Lyft agora é cotada em torno de US$ 75.

O Pinterest havia divulgado receita de US$ 756 milhões com anúncios on-line em 2018, uma taxa de crescimento de 60% que se acelerou em relação ao ano anterior. O prejuízo líquido diminuiu para US$ 63 milhões no ano passado, comparado aos US$ 130 milhões em 2017. O Pinterest diz que 265 milhões de pessoas usam o mural digital pelo menos uma vez ao mês.

A faixa de precificação da empresa foi influenciada pelo IPO da Lyft, bem como pela desaceleração do crescimento econômico dos EUA, disse Michael Lin, consultor para IPOs da Morgan Franklin. Os coordenadores da oferta querem ser mais conservadores para evitar uma situação como a da Lyft, disse.

"Essa precificação é razoável", disse Lin. “Os investidores vão ser um pouco mais seletivos daqui para frente. Especialmente com a quantidade de IPOs entrando e saindo da fila. ”

A oferta inicial de ações será coordenada por bancos como Goldman Sachs, JPMorgan Chase e Allen. O Pinterest registrou o IPO na Bolsa de Valores de Nova York sob o código PINS.

Invista seu dinheiro nas melhores ações. Abra uma conta gratuita na XP!

 

Contato