Em negocios / grandes-empresas

Roche anuncia fim da produção de medicamentos no Brasil

A fábrica do Rio de Janeiro teria se tornado "pouco sustentável", segundo a empresa

Roche
(Shutterstock)

SÃO PAULO - A farmacêutica suíça Roche anunciou nesta segunda-feira (25) que irá encerrar a produção de medicamentos no Brasil. O fechamento da fábrica no Rio de Janeiro deve acontecer nos próximos quatro ou cinco anos. Todos os fármacos vendidos no país pela empresa passarão a ser importados.

Em comunicado, o grupo diz que essa decisão se alinha com sua estratégia global de inovação e com as transformações em seu portfólio de medicamentos. A Roche pretende concentrar seus esforços em produtos “inovadores de alta complexidade e baixo volume de produção”.

Isto significa que os medicamentos “maduros” produzidos pela companhia - de alto volume e baixa complexidade - estão no fim de seu ciclo de vida. Entre eles, estavam os remédios Bactrim, Bonviva, Cymevene, Dilatrend, Dormonid, Lexotan, Prolopa, Rivotril, Rocaltrol, Rohypnol e Valium.

A produção do Bonviva, Dilatrend e Rohypnol foi desinvestida anteriormente e as do Bactrim, Dormonid e Lexotan acabam de ser desinvestidas. Essas mudanças tornam a operação do Rio de Janeiro pouco sustentável, segundo a empresa.

Patrick Eckert, presidente da Roche Farma Brasil, afirma que “no primeiro ano (2019), não há previsão de redução do quadro de funcionários no Rio de Janeiro em decorrência deste anúncio”. 

As unidades administrativas em São Paulo e Goiás continuarão operando. Atualmente, o grupo atua em mais de 100 países e emprega 94.000 pessoas em todo o mundo.

Invista seu dinheiro na maior corretora do Brasil. Abra uma conta na XP - é grátis!

 

Contato