Em negocios / grandes-empresas

Musk promete carros totalmente autônomos da Tesla nas ruas em 2019

Bilionário está bem seguro de que os veículos da empresa poderão operar sem qualquer intervenção de um motorista ainda neste ano

Elon Musk
(Reprodução/YouTube)

SÃO PAULO - O CEO da Tesla, Elon Musk, afirmou que está "certo" de que os veículos da Tesla poderão operar sem qualquer intervenção de um motorista até o final deste ano, a depender de uma aprovação regulamentar que a empresa está aguardando para os carros circularem.  

"Acho que seremos autônomos por completo neste ano, o que significa que o carro será capaz de encontrá-lo em um estacionamento, levá-lo até o seu destino sem nenhuma intervenção. Eu diria que tenho certeza disso. Esse não é um ponto de interrogação", disse Musk em entrevista ao ARK Invest. A Tesla não respondeu ao pedido de posicionamento do site. 

O executivo afirma que nesse primeiro momento os carros exigirão que o motorista preste atenção no caminho por precaução, mas estimou que os veículos da Tesla serão capazes de operar sem qualquer atenção do motorista até o final de 2020. 

Os comentários de Musk foram semelhantes aos que ele fez durante a conferência de resultados do quarto trimestre da Tesla em janeiro, mas estar tão seguro de que será possível colocar os carros autônomos nas ruas impressionou os investidores e consumidores. As ações da empresa caíam 0,5% cotadas a US$ 304,01 às 12h15 (horário de Brasília). 

Musk é conhecido por fazer previsões ousadas e que, por vezes, não cumpre. Mas informou as projeções recentes sobre demanda de veículos e cronogramas de produtos com linguagem mais conservadora.

Desenvolver essas capacidades autônomas até o final deste ano colocaria a Tesla na vanguarda da indústria de condução autônoma.

A Waymo, que é do Google e é vista por especialistas como a líder atual da indústria, está operando um serviço autônomo de pilotagem, Waymo One, no estado do Arizona onde os veículos já funcionam sem assistência humana, mas são monitorados por operadores de segurança para intervir se o veículo se deparar com uma situação de risco.

A companhia não anunciou um cronograma para expandir o serviço além do Arizona, e outras concorrentes, como a Uber e a General Motors, não definiram prazos públicos para capacidades de condução autônoma tão agressivas quanto as de Musk.

Apesar do anúncio, as projeções sobre a tecnologia de condução autônoma de Musk falharam em várias ocasiões. Em 2015, ele disse que a Tesla teria a tecnologia de condução completamente autônoma pronta em cerca de dois anos, o que não aconteceu, por exemplo. 

Invista seu dinheiro para realizar seus sonhos. Abra uma conta na XP - é de graça.

 

Contato