Em negocios / grandes-empresas

Amazon vai pagar zero em impostos neste ano, apesar de lucrar US$ 11 bilhões

É o segundo ano consecutivo em que a varejista online fica isenta de impostos federais, graças às políticas fiscais de Trump  

Jeff Bezos_Amazon_Bloomberg
(Bloomberg)

SÃO PAULO – Pela segunda vez consecutiva, a Amazon pagará zero em impostos federais nos Estados Unidos, apesar de ser uma das empresas mais valiosas do país. No nível estadual, onde as alíquotas variam, a empresa também se livrou, já que sua sede fica em Washington, cuja legislação não prevê taxação para empresas.

Mesmo com lucro de US$ 11 bilhões em 2018 (o dobro dos US$ 5,6 bilhões em 2017), a companhia de Jeff Bezos conseguiu zerar sua alíquota pelo segundo ano seguido, disse nesta semana o Institute on Taxation and Economic Policy (instituto de impostos e política econômica, em tradução livre).

Pela regra, empresas sediadas nos Estados Unidos pagam 21% de seu lucro em impostos federais. Mas a companhia conseguiu uma restituição de US$ 129 milhões utilizando ferramentas como o “crédito fiscal” para pesquisa e desenvolvimento, que permite dedução de custos de certos investimentos em tecnologia e educação, além de compensações para opções acionárias de executivos. O ITEP apelidou a manobra de “alíquota de um por cento negativo”.

Em 2017, o Congresso estadunidense passou a lei que corta impostos federais de 35% para 21% para incentivar boas práticas corporativas. Isso impulsionou o que o ITEP chama de “buracos” fiscais que permitem que companhias evitem pagar impostos sobre metade de seus lucros.

Trump x Bezos

Vale lembrar que o presidente Donald Trump frequentemente critica a Amazon e seu CEO Jeff Bezos por pagar poucos impostos. O que parece, porém, é que sua política fiscal tem permitido que a contribuição da varejista eletrônica apenas diminua.

A plataforma da XP oferece investimentos isentos de Imposto de Renda. Clique aqui, abra sua conta, e conheça. 

 

Contato