Em negocios / grandes-empresas

Marcel Telles deixa Kraft Heinz um ano depois de Buffett

Mandato chega ao fim em abril; empresa irá nomear Daniel S. Schwartz para o cargo no conselho  

Marcel Telles
(Reprodução)

SÃO PAULO – A Kraft Heinz anunciou na última sexta-feira (8) que Marcel Telles não irá se candidatar novamente ao cargo no Conselho da empresa em 2019. A notícia vem um ano depois de Warren Buffett, controlador da empresa via 3G Capital, abrir mão de seu assento.

Em comunicado, a Kraft Heinz disse que a decisão “não é resultado de nenhum desentendimento com a gestão da empresa ou com o conselho de diretores relacionado às operações, políticas ou práticas” da empresa.

Com mandato válido até abril, Telles abrirá espaço para Daniel S. Schwartz, apontado em 23 de janeiro como novo chairman executivo da RBI (Restaurant Brands International), formada pela fusão entre o Burger King e a rede de cafeterias Tim Hortons.

Schwartz também já liderou o próprio Burger King e foi sócio do 3G Capital, onde comandou o negócio de private equity até 2010.

Ação e resultados

Na sexta-feira, a ação da Kraft Heinz, listada em Nasdaq, fechou em US$ 47,46, próxima da mínima histórica (US$ 43,04). A máxima (US$ 96,65) foi registrada em fevereiro de 2017.

A empresa divulgará seu balanço financeiro referente ao ano de 2018 na sexta-feira desta semana (15). Analistas estão otimistas para o último trimestre do ano depois que uma queda de 14% ano a ano no terceiro trimestre derrubou a ação.

Conforme uma pesquisa realizada pela Nasdaq, o consenso do mercado é que a receita por ação atinja US$ 0,94, ante US$ 0,90 no mesmo período de 2017 (alta de 4,4%). A maioria dos analistas recomenda compra para o papel, ainda segundo a Nasdaq.

Invista como os maiores. Abra uma conta gratuita na XP. 

 

Contato