Em negocios / grandes-empresas

Stone acusa Santander no Cade: nova batalha na "guerra das maquininhas"

Ela acusa a concorrente de práticas anticompetitivas no mercado de credenciamento de cartões   

Stone
(Divulgação)

SÃO PAULO - A empresa de pagamentos Stone pediu a abertura de processo administrativo contra o Santander, dono da GetNet, no Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). Ela acusa a concorrente de práticas anticompetitivas no mercado de credenciamento de cartões.

O principal argumento da Stone é de que, como no setor é comum que as empresas credenciem varejistas, profissionais liberais e autônomos para oferecer o serviço, o Santander se aproveita disso e exige exclusividade, via contratos de incentivo e de venda em conjunto com serviços bancários, de acordo com informações do Valor Econômico.

Em consequência, a Stone acredita que esse tipo de prática piora a concentração de mercado que já é bem alta no setor.

As empresas adquirentes ligadas a bancos são Cielo (Banco do Brasil e Bradesco), Rede (Itaú) e GetNet (Santander) - juntas, elas representam 80% do mercado. E concorrem com outras 13 empresas menores.  

A empresa quer que o Cade proíba o Santander de alterar as condições de serviços bancários, quando o cliente mudar de credenciadora; impedir o condicionamento da oferta de serviços bancários para contratar os serviços da Getnet; de aplicar multa caso o varejista não atinja a meta de vendas; de aplicar multa caso o varejista rescinda o contrato.

O InfoMoney entrou em contato com o Cade que confirmou o processo e informa que segue em andamento. O Santander afirmou que não irá comentar. "O banco não irá se manifestar, uma vez que ainda não foi notificado sobre a denúncia”, disse a assessoria em nota. 

A Stone também foi contatada, mas até o momento da publicação desta matéria não enviou seu posicionamento. 

Invista seu dinheiro para alcançar a independência financeira. Abra sua conta na XP - é de graça. 

 

 

Contato