Em negocios / grandes-empresas

Copa do Mundo: esta empresa previu a vitória francesa e a eliminação do Brasil em maio

Os bancos bem que tentaram, mas a maioria das previsões ficaram muito longe do resultado real

França na Copa do Mundo
(Shutterstock)

SÃO PAULO - Brasil e Alemanha foram os favoritos da maioria das instituições financeiras para a Copa do Mundo de 2018. Mas quem acertou a vitória da França foi apenas uma delas: o banco japonês Nomura, que indicava uma final disputada contra a Espanha - e o Brasil em terceiro lugar. 

Mas quem chegou mais perto do cenário realmente visto nesta edição do mundial não foi quem trabalha com dinheiro e números - mas sim quem efetivamente lida com futebol 365 dias ao ano: a EA SPORTS, criadora do jogo FIFA para videogames

Além de antever a vitória francesa, a empresa detalhou uma semifinal entre França e Bélgica, com vitória da primeira com um gol de diferença. Só errou no número: para a EA, a Bélgica marcaria um gol - na realidade, a partida terminou no 1x0. 

Mais impressionantemente ainda, a EA "sabia" que, ao chegar na final, os azulados não decepcionariam e marcariam 4 gols - nos pênaltis. A companhia apostou em um empate de 1x1 no tempo regulamentar com a Alemanha.

Claro que o futebol não é uma ciência exata, e a EA também cometeu outros deslizes. Por exemplo: em sua simulação, o melhor jovem jogador seria Gabriel Jesus - embora antevisse que seríamos eliminados do torneio pela Bélgica por 2x0 (quase lá, EA). 

Quer investir para ir ao Catar na próxima Copa? Abra uma conta na XP.

 

Contato