Em negocios / grandes-empresas

Copa do Mundo: empresa admite suborno à Fifa antes do torneio

Empresa terá de pagar US$ 24 milhões por subornar funcionários de alto escalão afim de obter direitos de transmissão de partidas das eliminatórias  

Fifa futebol falta juiz
(Shutterstock)

SÃO PAULO – Uma empresa de mídia na Flórida admitiu nesta terça-feira (10) que pagou propina a funcionários de alto escalão da Fifa com intuito de garantir direitos de transmissão das eliminatórias para a Copa do Mundo na Rússia. A chamada Imagina US LLC terá de pagar US$ 24 milhões por fraude e conspiração.

Os executivos Roger Huguet e Fabio Tordin, que já deixaram a Imagina, pagaram propinas a intermediários solicitando direitos de transmissão de jogos em Honduras, Guatemala, El Salvador e Costa Rica em 2018, 2018 e 2022. Os executivos já haviam sido condenados por lavagem de dinheiro e fraude.

Metade do valor a ser pago pela empresa (US$ 12 milhões) já foi quitada. O total inclui multas, restituição e confisco. O outro cheque está “a caminho”.

Outros US$ 12,8 milhões em multa serão pagos pela holding Imagina Media Espanha.

Contato