Em negocios / grandes-empresas

Com oferta de US$ 900 milhões, Toys R Us consegue comprador aos "45 do segundo tempo"

Magnata da indústria de brinquedos pode adquirir a gigante por US$ 900 milhões

Toys R Us
(Northfoto / Shutterstock.com)

SÃO PAULO - Aos 45 minutos do segundo tempo, após começar a fechar suas unidades nos Estados Unidos, a rede de lojas de brinquedos Toys R Us pode conseguir um comprador que a salve da falência completa. O magnata do ramo Isaac Larian pretende comprar as operações da empresa nos EUA e Canadá por US$ 900 milhões, de acordo com o NY Post. 

Controlador da MGA Entretainment, fabricante de inúmeros produtos de entretenimento infantil, disse à publicação que a proposta de último minuto será enviada nesta sexta-feira (13). O empresário pretende pagar R$ 675 milhões pelas lojas mais rentáveis dos EUA e R$ 215 milhões por todas as unidades do Canadá.

Após receber a proposta, a Toys R Us terá seis dias para responder - deverão aceitar ou rejeitar até 18 de abril. "A Toys R Us é como um paciente doente na UTI que precisa de uma operação imediatamente", disse Larian. Ele afirmou que sua empresa, a MGA, não está participando da oferta: ela vem de seu dinheiro junto a um grupo de investidores, como a incorporadora Big Apple. 

Em março, a gigante de lojas de brinquedos anunciou que fecharia todas as suas lojas nos Estados Unidos em meio a um processo de recuperação judicial que teve início em setembro. O prazo dado para o fechamento de todas as lojas no país é o dia 30 de junho. 

 

Contato