Em negocios / grandes-empresas

Amazon passa Google e é a segunda empresa mais valiosa do mundo

O resultado a tornou a segunda empresa mais valiosa do mundo atrás somente da Apple, avaliada em US$ 892 bilhões

Amazon
(Shutterstock)

SÃO PAULO - A Amazon ultrapassou pela primeira vez a rival Alphabet, dona do Google, em valor de mercado, segundo informações da Bloomberg. O resultado a tornou a segunda empresa mais valiosa do mundo atrás somente da Apple, avaliada em US$ 892 bilhões, com perspectivas de alcançar US$ 1 trilhão em dois anos.

As ações da gigante do e-commerce sediada em Seattle subiram 2,7% no fechamento em Nova York nesta terça-feira (20), fazendo com que a empresa chegasse a US$ 768 bilhões em valor de mercado. . A Alphabet é avaliada em US$ 762,6 bilhões. A ultrapassagem é um sinal de crescente otimismo dos investidores sobre as perspectivas para o maior varejista online do mundo ao atingir novos mercados, como alimentos, planos de saúde e bens de consumo. 

Segundo o site, a mudança ressalta o valor que os investidores vêem na Amazon, que atrai 196 milhões de visitantes únicos por mês e continua oferecendo novos produtos e serviços. No entanto, o mercado pode estar ainda mais alinhado à liderança da Amazon quando se trata dados armazenados em nuvem, área em que a varejista está muito à frente da Microsoft e do Google. A Amazon está focando cada vez mais no cotidiano dos consumidores.

Google e Amazon já tiveram negócios muito diferentes. Mas hoje em dia, os dois estão cada vez mais se tornando concorrentes. O Google investiu fortemente no mercado de nuvem, que oferece foco em computação e armazenamento de dados, para bater de frente com o Amazon Web Services.

Claro que ambas empresas têm muito potencial. Por outro lado, o Google está bem à frente quando se trata de marketing digital e anúncios online, responsáveis por 86% do total das vendas da empresa.

A disputa está longe de ser encerrada. Segundo o site, recentemente, a Amazon parou de vender alguns dos dispositivos de segurança doméstica Nest, do Google, em seu site. Em respostas, o gigante das buscas desativou o YouTube em dispositivos da varejistas, incluindo a Fire TV. Ainda não se sabe onde essa concorrência pode chegar, mas espera-se que não prejudique o consumidor final. 

Quer ganhar dinheiro investindo em empresas? Abra uma conta na XP. 

 

Contato