Em negocios / grandes-empresas

Trump bloqueia acordo de US$ 117 bilhões que seria o maior da história em tecnologia

Acordo entre Qualcomm e Broadcom poderia colocar em risco a segurança dos Estados Unidos, disse o presidente

trump
(Shutterstock)

SÃO PAULO – O presidente dos Estados Unidos Donald Trump bloqueou nesta segunda-feira um acordo de compra por US$ 117 bilhões da fabricante de chips Qualcomm pela Broadcom, cuja sede é em Singapura. De acordo com a autoridade política, a aquisição, que seria a mais cara da história da indústria de tecnologia, ameaçaria a segurança do país.

Ao impossibilitar a compra, Trump, que raramente bloqueia transações deste tipo, relembrou tensões econômicas entre os EUA e o restante do mundo graças à tendência protecionista de sua gestão. Ele também fala em preocupações com espionagem e crimes cibernéticos cometidos por potências estrangeiras.

Concomitantemente, a Qualcomm está em vias de adquirir a rival NXP, que também produz chips. O acordo, cujo valor foi inflado pela compradora para aumentar as chances de conclusão, aguarda aprovação de autoridades chinesas e só deve ser reprovado caso a maioria dos acionistas recuse a venda.

Neste contexto, a Broadcom chegou a diminuir sua oferta de compra da Qualcomm de US$ 121 para US$ 117, alegando que a o valor oferta pela chinesa foi aumentado artificialmente e sob ameaça de desistir da compra. O conselho da Qualcomm, por sua vez, quer que a companhia permaneça independente. Agora, toda a controvérsia chega ao fim com a negativa definitiva de Trump.

Quer investir melhor o seu dinheiro? Abra uma conta na XP.

Contato