Em negocios / grandes-empresas

Microsoft receberá R$ 10 milhões após policial comprar 13 mil pacotes Office por engano

Como a compra foi feita por engano a polícia entrou na justiça para não ter que pagar todo o valor

bill gates
(Bloomberg)

SÃO PAULO – Um funcionário da polícia da Holanda comprou em 2008, sem querer, mais de 13 mil licenças do pacote Office no valor de quase 3 milhões de euros, cerca de R$ 10 milhões. Como a compra foi feita por engano a polícia entrou na justiça para não ter que pagar todo o valor.

Porém, foi decido nesta semana pelo tribunal de Haia (Tribunal Penal Internacional), que a polícia holandesa terá que pagar o valor do pedido e a empresa de Bill Gates não terá que arcar com nada, de acordo com informações do site The Next Web.  

Segundo o site, a justificativa para abrir o processo foi que a defesa da polícia apostou em um precedente de 2005, quando a Microsoft devolveu 765 mil euros, cerca de R$ 2,5 milhões, devido a um pedido feito incorretamente. No entanto, a companhia fez um comunicado afirmando que a ação era uma cortesia e que não voltaria a acontecer, considerando que “não havia nenhuma base legal para a correção requisitada”.

Além disso, a polícia alegou que não utilizou nem vai utilizar a maioria das licenças, mas o tribunal entendeu que a Microsoft é responsável por vender o direito de usar o software e não o se de fato ele será usado.

A Microsoft, então, venceu o caso, e a polícia terá que pagar os R$ 10 milhões, além de pagar 10 mil euros adicionais referentes ao custo do processo.

 

Contato