Distribuição

Energisa vai investir R$ 7,5 bilhões no País nos próximos 3 anos

O programa está concentrado no Acre e Rondônia, onde a empresa passou a operar no ano passado, depois de adquirir empresas estatais que foram privatizadas.

arrow_forwardMais sobre

O presidente da Energisa S.A (ENGI11), Ricardo Botelho, afirmou na quinta-feira que a empresa irá investir nos próximos três anos R$ 7,5 bilhões no País.

Uma fatia desses recursos, R$ 1,5 bilhão, será destinada para resolver as deficiências de cidades que não têm energia 24 horas por dia. O problema está concentrado no Acre e Rondônia, onde a empresa passou a operar no ano passado, depois de adquirir empresas estatais que foram privatizadas.

Botelho afirma que o problema de falta de energia atinge o equivalente a 0,5% da região atendida pela companhia.

PUBLICIDADE

O principal entrave, afirma Botelho, é distribuição de energia nessas regiões, que não estão interligadas com o sistema nacional. “É uma carência bastante razoável”, disse. De acordo com o presidente da companhia, 20% da população de Rondônia é atendida por sistemas isolados, que não estão interligados no sistema nacional e dependem, portanto, de sistemas a diesel.

“O que vamos fazer é levar linhas e distribuição e retirar as plantas que não dão boa qualidade e custam muito caro”, disse.

Com o investimento em sistemas de distribuições nas regiões carentes, avalia o presidente da empresa, a expectativa é de que problemas sejam equacionados até 2022.

Botelho assegura que o investimento não irá encarecer o serviço. Grande parte do custo, atual, dependente do diesel e com custo muito alto, é paga por todo o Brasil.

Seja sócio das melhores empresas da Bolsa: abra uma conta na Clear com taxa ZERO para corretagem de ações