Em negocios / emprestimos

Taxas médias de juros de empréstimo e cheque especial ficaram estáveis em 2013

Até julho os movimentos foram parecidos, com altas pouco expressivas, sendo que a partir do mês de outubro o cheque especial apresentou maior tendência de alta

SÃO PAULO – As taxas médias de juros do empréstimo pessoal e do cheque especial permaneceram estáveis em 2013, na comparação com 2012, segundo revelou uma pesquisa divulgada pela Fundação Procon-SP nesta quarta-feira (8).

O estudo indica que até julho os movimentos foram parecidos, com altas pouco expressivas, sendo que a partir do mês de outubro o cheque especial apresentou maior tendência de alta, se comparado ao empréstimo pessoal.

De acordo com análise comparativa das taxas de juros praticadas em 2013, observou-se que a taxa média do empréstimo pessoal foi de 5,27% ao mês, indicando um decréscimo de 0,27 ponto percentual em relação à taxa média de 2012, que era de 5,54% ao mês.

O ano iniciou com uma taxa média, entre os bancos pesquisados, de 5,35% e finalizou com uma taxa de 5,30% ao mês, registrando variação negativa de 0,93%.

Em relação ao cheque especial, o levantamento indicou ainda que 2013 iniciou com uma taxa média, entre os bancos pesquisados, de 7,92% e finalizou com uma taxa de 8,33% ao mês, registrando variação positiva de 5,18%. 

Veja abaixo a taxa média dos juros cobrados em 2013: 

Taxas médias de Juros
Banco Empréstimo Pessoal Cheque Especial
Procon-SP
Itaú 6,16% 8,78%
Bradesco 6,22% 8,83%
Santander 5,91% 10,09%
HSBC 5,77% 9,85%
Safra 4,90% 8,36%
Banco do Brasil 4,35% 5,91%
Caixa Econômica Federal 3,60% 4,32%

 

Contato