Nova encomenda

Embraer fecha acordo para vender até 100 aviões à NetJets, empresa aérea de Warren Buffett

O contrato totaliza mais de US$ 1,2 bilhão e prevê as primeiras entregas no segundo trimestre de 2023

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – A Embraer anunciou nesta segunda-feira (11) que fechou um novo contrato com a NetJets – companhia aérea americana controlada pela Berkshire Hathaway, empresa de investimentos do renomado investidor Warren Buffett – para a venda de até 100 aeronaves adicionais, totalizando mais de US$ 1,2 bilhão.

O acordo prevê que a NetJets começará a receber o modelo Phenom 300E da nova encomenda no segundo trimestre de 2023, para operação nos Estados Unidos e Europa.

Em nota à imprensa, a fabricante brasileira lembra que o primeiro acordo de compra da NetJets, assinado em 2010, contemplou 50 pedidos firmes para os jatos executivos Phenom 300, mais opções de até 75 aeronaves adicionais.

Leia também: Nobel de Economia 2021 premiou David Card, Joshua Angrist e Guido Imbens

“Estamos contentes por termos assinado este acordo significativo com a NetJets, um parceiro estratégico que tem sido parte importante do sucesso da Embraer por mais de uma década”, destaca na nota o presidente e CEO da Embraer Aviação Executiva, Michael Amalfitano.

A NetJets oferece serviços para viagens personalizadas, incluindo a propriedade fracionada de aeronaves, opções de leasing e cartão de jato, gerenciamento de aeronaves, fretamento de jatos particulares, serviços de corretagem e aquisição, além de serviços especializados de segurança. A empresa também possui a maior e mais diversa frota de jatos particulares do mundo.

Com Agência Estado