Inovação

Da ideia ao IPO: os estágios de crescimento de uma startup

Investimento anjo, capital semente, séries A, B, C; entenda as etapas da "esteira do venture capital", que permite às startups acelerar seu crescimento

Foguete
(Matheus Bertelli/Pexels)

SÃO PAULO — O Brasil já tem mais de 12 mil startups – organizações formadas para encontrar um modelo de negócio escalável e repetível, na definição do especialista em inovação Steve Blank. Mas como ideias se transformam em negócios que podem valer bilhões de dólares?

Uma startup tem quatro estágios de crescimento: ideação, operação, tração e escala. Uma estratégia comum para acelerar uma expansão que só seria vista em anos é buscar financiamento externo com investidores. Elas entram na chamada “esteira do venture capital”, captando rodadas de capital a cada 18 a 24 meses.

A empresa de inovação Distrito mostrou que o volume de investimentos em negócios escaláveis, inovadores e tecnológicos já está em US$ 2,2 bilhões neste ano.

O InfoMoney elaborou o infográfico abaixo para explicar os estágios de crescimento de uma startup. Cada estágio tem uma descrição do desafio enfrentado pela empresa e tipos de rodadas captadas, junto de uma estimativa de equipe e valor captado. As projeções foram elaboradas pelo fundo de venture capital Redpoint eventures.

Infográfico da ideia ao ipo
(Arte: Leonardo Albertino/InfoMoney)

Quer conhecer o modelo de gestão que fez a XP e outras das maiores empresas do mundo crescerem exponencialmente? Participe do evento gratuito Jornada Rumo ao Topo, com Guilherme Benchimol.