Em negocios / como-vender-mais

Quinta pré Black Friday cresce 42% e fatura R$ 608,7 milhões, diz pesquisa

Considerando quinta-feira (22) mais as sete primeiras horas desta sexta (23), o faturamento chega a R$ 992,4 milhões  

Black Friday 2013_EUA (7)
(Reuters)

SÃO PAULO - A última quinta-feira (22), pré Black Friday, registrou um recorde no faturamento: no total foram R$ 608,7 milhões no e-commerce, alta de 42%, e 1,18 milhões de pedidos, o que indica crescimento de 33%. O tíquete médio cresceu 6% chegando a R$ 515.

No mesmo dia em 2017, o faturamento foi de R$ 435,4 milhões.Considerando a quinta-feira mais as sete primeiras horas desta sexta-feira (23), o faturamento chega a R$ 992,4 milhões, que equivale a 44% do que foi registrado em toda a Black Friday do ano passado. 

Em 2017, a quinta e a sexta-feira atingiram a marca de R$ 2,1 bilhões de faturamento.

“Os resultados parciais são muito animadores, mas ainda tem um longo caminho a percorrer para bater o número do ano passado. A nossa expectativa é de crescimento 15% na Black Friday deste ano”, comenta a líder comercial para Ebit|Nielsen, Ana Szasz.

Nas primeiras sete horas desta sexta, o tíquete médio se manteve acima de R$ 770.

O estudo destaca as compras mobile, que registrou o pico de vendas entre 6h e 7h. De acordo com Szasz, o consumidor estava ansioso e não quis esperar até o final do dia para fazer as primeiras compras.

Quer juntar dinheiro para consumir mais na próxima Black Friday? Abra sua conta na XP - de graça. 

“O varejo também seguiu esse comportamento. Alguns varejistas fizeram um esquenta no período da tarde de ontem e viraram suas homes a noite, dando início as suas promoções de Black Friday”, disse.

 

 

Contato