Em negocios / como-vender-mais

Bares e restaurantes: veja os aplicativos que substituem os cardápios

Cardápios digitais agilizam atendimento das mesas

App de cardápio
(Divulgação)

SÃO PAULO – Os aplicativos não servem apenas para jogar, tirar fotos, conseguir um táxi ou ter um GPS por perto. Agora a tecnologia está invadindo os bares e restaurantes e substituindo os tradicionais cardápios.

Além de facilitar a vida do consumidor, os apps também agilizam o atendimento e reduzem os custos com a impressão dos cardápios. Estudos ainda mostram que o ticket médio gasto pelo cliente tende a subir até 16% com cardápios digitais.

Conheça algumas ferramentas que podem melhorar o seu estabelecimento:

eMenu
A empresa não só instala o aplicativo nos aparelhos do restaurante, como também  vende e aluga os dispositivos móveis para aqueles que não tem. A licença para ter o app é de R$ 55 por tablet.

MyChoice
O aplicativo é acessado pelo próprio cliente graças a um QR Code e pode ser traduzido para até cinco idiomas. A empresa cobra a partir de R$ 100 por pacotes e planos.

Sophia
A versão mais simples do serviço custa em torno de R$ 130 por mês e o aplicativo é instalado nos tablets do estabelecimento.

Tabber
O cliente precisa baixar o aplicativo para ter acesso ao cardápio. Ao contrário dos outros apps, o Tabber não cobra do comerciante, no entanto, o consumidor precisa usar o aplicativo para pagar a conta, que tem um acréscimo de 4% sobre o valor para a taxa.

Tap2Ask
O cardápio é acessado por um QR Code e o estabelecimento tem opções de planos gratuitos (até 50 itens e 500 pedidos) ou pagos, a partir de R$ 99 mensais. 

 

Contato