RADAR INFOMONEY A expansão da JBS, de olho em carne vegetal, é assunto do programa desta segunda-feira; assista

A expansão da JBS, de olho em carne vegetal, é assunto do programa desta segunda-feira; assista

Análise

BTG corta preço-alvo e recomenda cautela com ações da T4F no curto prazo

Novo target de R$ 10,00 sinaliza potencial de alta de 37% sobre o último fechamento; recomendação foi mantida em compra

SÃO PAULO – O BTG Pactual recomenda cautela com a Time For Fun (SHOW3) no curto prazo, alertando que a volatilidade das ações continuará alta, depois que a companhia admitiu que os dois fracassos recentes – as turnês de Lady Gaga e Madonna – terão impacto negativo nos próximos resultados.

Diante das novas informações, o banco revisou as estimativas para a companhia, o que levou à redução do preço-alvo dos papéis, de R$ 17,00 para R$ 10,00 – representando potencial de alta de 37,17% sobre o fechamento de segunda-feira (10). A recomendação foi mantida em comprar. 

Em comunicado, a T4F afirmou que o desempenho decepcionante dos dois shows pode resultar num Ebitda (geração operacional de caixa) negativo neste quarto trimestre. Desta forma, o BTG cortou a previsão de Ebitda no ano, para R$ 36 milhões – 67% menos do que no ano anterior.

Dado o ambiente mais desafiador no negócio de música ao vivo, que deve ser o principal “culpado” pela performance fraca da empresa este ano, o banco espera que a T4F adote uma abordagem mais conservadora em 2013.

Na visão do BTG, a companhia deve se concentrar em negócios mais recorrentes, como entretenimento familiar (incluindo shows da Broadway), operações nacionais e música indoor, sendo mais seletiva no lançamento de espetáculos de música internacional ao vivo.