Energia

Após precificação a R$ 16, novas ações da Equatorial abrem em alta de 8%

Ações da Equatorial operam em queda de 1% em relação ao pregão anterior e um forte ganho de 8,18% ante os R$ 16,00 definido durante a precificação de suas ofertas primária e secundária

Uma foto com várias linhas de transmissão de energia

SÃO PAULO – Um dia após precificar suas oferta primária e secundária de ações, os papéis da Equatorial Energia (EQTL3) iniciam o pregão desta terça-feira (11) com o valor de R$ 17,31, conforme cotação de 10h27 (horário de Brasília). 

O montante significa uma queda de 1,09% em relação ao pregão anterior e um forte ganho de 8,18% ante os R$ 16,00 definidos durante a precificação dos papéis realizado na véspera. 

O processo movimentou R$ 1,4 bilhão e o valor de R$ 16 representou quase 5% abaixo do preço de fechamento de quinta-feira.

A operação primária levantou R$ 1,21 bilhão, com a emissão de 75,6 milhões de ações, segundo a CVM (Comissão de valores Mobiliários). Já a oferta secundária levantou R$ 210,5 milhões, com 13,15 milhões de papéis.

A oferta primária ficou acima da previsão inicial da empresa, que previu em outubro levantar R$ 1 bilhão de reais para capitalizar a endividada distribuidora paraense de energia Celpa e reforçar seu capital de giro.