Análise

Apesar do 3° trimestre ruim, Credit Suisse eleva preço-alvo da BR Properties

Analistas se mostram confiantes com empresa e mantém recomendação em outperform

SÃO PAULO – Apesar do terceiro trimestre desanimador, o Credit Suisse reforçou sua confiança nas ações da BR Proporties (BRPR3), elevando seu preço-alvo de R$ 28,00 para R$ 31,50 – o que configura um potencial de valorização de 26,46% em relação ao fechamento anterior -, e manteve sua recomendação em outperform (desempenho acima da média). 

“O cenário macroeconômico de aumento de inflação e maior volatilidade no mercado acionário corrobora nossa visão positiva no setor e, em particular, à BR Properties”, escreveram em relatório os analistas Guilherme Rocha, Lia Carlos, Vanessa Quiroga, Eugenio Amador e Julian Bravo Lozano. 

Essa avaliação incorpora um resultado pior do que o esperado no terceiro trimestre, cenário mais conservador para as aquisições em 2013, um novo calendário para os empreendimentos, mas um ambiente macroeconômico com menor taxa Selic e aumento de inflação. E “em cenário de taxa de juro baixa, a BR Properties seria beneficiada pelo refinanciamento da dívida em condições atrativas”, comentaram os analistas. 

E mesmo com projeção de que a taxa de vacância suba no Rio de Janeiro e São Paulo nos próximos dois a três anos, eles acreditam que o portfólio de alta qualidade deixa a empresa em posição confortável para manter sua alta taxa de ocupação daqui para frente. Por sua vez, eles promoveram um ajuste nas projeções para receita líquida em 2013 e 2014, em -5,3% e -4,8%, para R$ 929 milhões e R$ 1,09 bilhão, respectivamente.