Ambipar (AMBP3) lista subsidiária na bolsa de NY e mira crescimento na América do Norte

Ambipar Response é listada na NYSE com valor de mercado estimado em R$ 2,6 bilhões, enquanto a Ambipar vale R$ 2,5 bilhões na B3

Rikardy Tooge

Publicidade

A Ambipar Response, empresa controlada pela Ambipar (AMBP3), estreou oficialmente nesta quinta-feira (9) na bolsa de Nova York, mirando consolidar sua expansão na América do Norte. A operação, anunciada em julho do ano passado, levantou US$ 174 milhões (R$ 895,7 milhões se considerar a cotação desta quinta) e os recursos serão usados para mais aquisições.

A Ambipar Response negocia nesta quinta-feira com um market cap em torno de US$ 510 milhões (R$ 2,6 bilhões). Com 70,8% das ações emitidas e 96% do capital votante da subsidiária, somente a fatia da Ambipar vale algo próximo a R$ 1,86 bilhão – atualmente, a companhia está avaliada em R$ 2,5 bilhões na B3.

“O investidor que está com nossos papéis está levando um dos negócios ‘de graça’. Então, acredito que vão enxergar o nosso valor. Também estamos focados em explicar mais sobre nosso modelo de negócios ao mercado”, afirma Thiago Costa, CFO da Ambipar, ao InfoMoney.

Continua depois da publicidade

Costa destaca ainda que o modelo de negócios da companhia, focado em gerenciamento de crises ambientais, químicas e biológicas, tem um mercado endereçável na América do Norte de pelo menos US$ 14 bilhões – na região, a Response obteve receita bruta de R$ 440 milhões de janeiro a setembro de 2022, o equivalente a cerca de US$ 85,5 milhões.

“A listagem em Nova York é um marco para a empresa e nos traz visibilidade. Estamos fazendo parte de um grande mercado, que nos abre novas possibilidades de funding e ajuda destravar valor para a Ambipar [na B3]”, reforça o executivo.

Com a operação concluída, o CFO acredita que deverá ocorrer uma arbitragem natural entre a avaliação de mercado da Ambipar Response na NYSE com sua controladora, a Ambipar, na B3.

Thiago Costa, CFO da Ambipar (Divulgação)
Thiago Costa, CFO da Ambipar: listagem em Nova York vai destravar valor (Divulgação)

Processo de listagem começou em 2022

Para viabilizar a entrada na NYSE, a Ambipar firmou em julho de 2022 um acordo com HPX Corp, um SPAC (sociedade com propósito específico de aquisição, comum nos Estados Unidos) que já estava listada na bolsa americana.

Juntamente com o acordo, houve a garantia firme de US$ 168 milhões de aporte, com recursos da própria Ambipar e de um grupo de investidores liderado pelo Opportunity, que inclui a Constellation e a XP Asset. No total, a operação andou com US$ 6 milhões a mais, em um momento de aversão dos investidores a aportar recursos em novatas na Bolsa.

Antes mesmo de concluir o processo de listagem, a Ambipar Response foi às compras e fez duas aquisições que ajudaram a dobrar de tamanho sua operação.

Entre agosto e setembro, a empresa adquiriu a canadense Ridgeline e a americana Witt O’Briens (WOB), fortalecendo sua atuação na América do Norte e Europa e permitindo a entrada na Ásia e Oceania.

“São negócios que já iriam ocorrer antes mesmo da listagem. Então, o investidor que entrou na capitalização está levando ‘de graça’ esse crescimento”, completa Costa.

Rikardy Tooge

Repórter de Negócios do InfoMoney, já passou por g1, Valor Econômico e Exame. Jornalista com pós-graduação em Ciência Política (FESPSP) e extensão em Economia (FAAP). Para sugestões e dicas: rikardy.tooge@infomoney.com.br