IPO de sucesso

Ação do BB Seguridade renova máxima histórica; empresa contrata “market maker”

BTG Pactual exercerá a função de formador de mercado pelos próximos 12 meses a partir de hoje; ação já subiu 45% desde a abertura de capital

Por  Thiago Salomão

SÃO PAULO – Considerado um dos melhores IPOs (Oferta Pública de Ações, na sigla em inglês) dos últimos anos, o BB Seguridade (BBSE3) viu suas ações renovarem seu maior patamar da história nesta sexta-feira (1), ao atingirem os R$ 24,73 – três centavos acima da cotação de fechamento de hoje. Com isso, o braço de seguros, previdência e capitalização do Banco do Brasil (BBAS3) já subiu 45,3% desde a sua abertura de capital, realizada em 29 de abril ao preço de R$ 17,00.

Nesta sexta-feira o BB Seguridade anunciou via fato relevante enviado ao mercado a contratação da corretora do BTG Pactual como “formador de mercado”. O exercício dessa função teve início hoje e terá duração de 12 meses.

Segundo definição do site da BM&FBovespa, um formador de mercado tem como objetivo de garantir liquidez mínima e referência de preço para as ações das empresas contratantes. As instituições contratadas como “market maker” assumem a obrigação de colocar no mercado, diariamente, ofertas firmes de compra e de venda para uma quantidade de ativos predeterminada e conhecida por todos, proporcionando assim um preço de referência para a negociação do ativo. Na prática, um formador de mercado estimula a liquidez do ativo e também ajuda a impedir fortes oscilações no preço da ação.

Até quando vai subir?
A disparada das ações do BB Seguridade parece não assustar alguns analistas, que ainda enxergam uma ótima oportunidade no papel. Em relatório divulgado no final de outubro, o Credit Suisse admitiu que “perdeu o rali” dos papéis BBSE3 mas não querem perder essa nova oportunidade de novas altas no preço. “Entre os fatores por trás da disparada, tivemos bons resultados e os esforços de alguns minoritários para eleger um conselheiro independente e, portanto, reduzir um potencial conflito de interesses”, apontaram os analistas Victor Schabbel, Marcelo Telles, Daniel Sasson e Alonso Garcia. 

Os analistas elevaram o preço-alvo das ações do BB Seguridade de R$ 20,00 para R$ 26,00, o que traduz um fraco potencial de valorização de 5,26% – por conta disso até o Credit atribui recomendação neutra ao papel.

Compartilhe