Mineração

Ação da Vale apresenta uma das maiores altas do Ibovespa com China e Ceará

Companhia teve um projeto em Pecém, no Ceará aprovado e contará com regime tributário diferente

SÃO PAULO – As ações da Vale (VALE3; VALE5) disparam nesta sexta-feira (14), alçando uma das maiores altas do Ibovespa por volta das 13h45 (horário de Brasília). Os papéis ordinários sobem 2,83% neste horário, atingindo os R$ 40,74, enquanto os preferenciais atingem ganhos de 2,23%, aos R$ 39,39.

Esse movimento é um dos fatores principais para o Ibovespa ficar no positivo nesta sessão. A Vale representa cerca de 10% do índice, que neste mesmo horário avança 0,29%, aos 59.488 pontos. “Eu diria que dois fatores estão levando a mineradora à alta”, avisa Carlos Müller, analista-chefe da Geral Investimentos: a aprovação de um projeto no Ceará e os números chineses divulgados nesta segunda. 

O HSBC divulgou que o PMI (Purchasing Manager’s Index) industrial chinês passou de 50,5 em novembro para 50,9 em dezembro, segundo dados prévios. Números acima de 50 indicam expansão da atividade industrial. Além disso, um centro de estudos do governo chinês indicou crescimento de 8% na China em 2013

A Vale exporta grande quantidade de sua produção à China e uma melhora da economia do gigante asiático traz maior demanda por minério de ferro – sua principal commodity. “Números bons chineses sempre impulsionam a Vale”, destaca o analista. 

O projeto aprovado em Pecém, no Ceará, também é importante para a alta. “É um projeto voltado para exportação em uma zona com regime tributário diferenciado”, diz Müller, salientando que é proveitoso para a a Vale ter menos encargos governamentais. Pecém é uma ZPE (Zona de Processamento de Exportação).

O investimento – aprovado ontem pelo conselho interministerial de ZPEs – será de US$ 98 milhões. A expectativa é que a empresa forneça e beneficie o minério de ferro para a CSP (Companhia Siderúrgica do Pecém), na qual a Vale possui 50% do capital.