Em natura

Avon dispara na bolsa com possível aquisição pela Natura

Avon passa por momento difícil com repetidas quedas nas vendas  

Loja Natura - sede SP
(Mariana Zonta)

SÃO PAULO – A empresa de cosméticos Avon está em discussão sobre vender suas operações para a brasileira Natura, de acordo com o Wall Street Journal.

A ação da Avon (AVP) chegou a disparar 8% no pre-market da bolsa de valores de Nova York, agora, às 10h55 (de Brasília), é negociada com alta de 3,9%.

Já a Natura (NATU3) reagiu negativamente. No mesmo horário, via queda de 2,42%. Vale ponderar, porém, que a bolsa brasileira vê movimento geral de baixa: o Ibovespa tem queda de 2,1%. 

Os rumores sobre a intenção de compra por parte da empresa brasileira já rondam o mercado há alguns meses. Em setembro do ano passado, notícias neste sentido geraram alta momentânea de 20% para o papel da norte-americana.

Segundo as fontes do jornal, as conversas estão em estágio inicial – não há certeza sobre o acordo. Eles dizem que existe a possibilidade de a Natura comprar as operações da Avon na América do Norte, que fazem parte de uma empresa separada e privada, bem como Avon Products, geral, de capital aberto.

Faz três anos que as operações da Avon foram separadas em duas. Agora, 80% das operações nos EUA e Canadá pertencem à Cerberus Capital Management.

O motivo principal foi a tentativa de fortalecer a operação internacional em meio a uma grave crise – foram anos com quedas nas receitas. No último trimestre, a receita veio abaixo das expectativas do mercado, números que geraram queda de 19% após a publicação do balanço.

Já a Natura, que também detém a Body Shop, viu lucro de 48% no quarto trimestre de 2018, e vem atuando na compra de ativos que considera positivos para seu negócio central. Para fazer as aquisições, criou uma holding global chamada Natura & Co.

Invista na Bolsa com corretagem ZERO para ações: abra uma conta na Clear - é de graça! 

 

Contato