Trump diz que Taylor Swift fez fortuna às suas custas e cobra lealdade a ele nas eleições

Um endosso de Taylor Swift pode influenciar os eleitores no que provavelmente será uma disputa presidencial acirrada

Bloomberg

Taylor Swift (66th GRAMMY Awards - Arrivals/ Foto: Bloomberg)

Publicidade

(Bloomberg) –Donald Trump disse que “não há nenhuma maneira” de Taylor Swift apoiar a reeleição do presidente Joe Biden, dizendo que ela não poderia ser “desleal ao homem que lhe rendeu tanto dinheiro”.

“Eu assinei e fui responsável pela Lei de Modernização Musical para Taylor Swift e todos os outros artistas musicais”, disse o líder republicano em uma postagem em sua plataforma de mídia social, Truth Social. “Joe Biden não fez nada por Taylor e nunca fará.”

A bilionária estrela pop global apoiou Biden nas eleições presidenciais de 2020, quando ele enfrentou Trump pela primeira vez. Ela ainda não endossou um candidato na corrida deste ano.

Continua depois da publicidade

A gestão Biden pediu no mês passado ações para remover falsificações sexualmente explícitas de Swift que surgiram nas redes sociais.

Um endosso de Swift pode influenciar os eleitores no que provavelmente será uma disputa presidencial acirrada. Os dados das pesquisas mostram que Trump está atualmente à frente de Biden por 2 pontos percentuais em todo o país, em um hipotético confronto direto, de acordo com a média do RealClearPolitics.

Swift tem influência política por causa de sua base de fãs leais, conhecidos como Swifties, que injetam bilhões nas economias locais viajando para seus shows esgotados em todo o mundo. Ela aumentou a audiência do Sunday Night Football, da NBC, graças ao fascínio dos fãs por seu relacionamento com Travis Kelce, tight end (posição ofensiva do futebol americano) do Kansas City Chiefs.

“Gosto do namorado dela, Travis, embora ele seja um liberal e provavelmente não me suporte!” disse Trump no Truth Social.

© 2024 Bloomberg L.P.