Tóquio lança app de namoro oficial para melhorar taxa de natalidade  

Programa custou US$ 1,28 milhão ao governo de Tóquio, valor que saiu de um orçamento oficial para projetos de promoção de casamento

Equipe InfoMoney

Site de namoro do governo de Tóquio. (Foto: Reprodução/Tapple)

Publicidade

A Prefeitura de Tóquio lançou um aplicativo de namoro, nesta terça-feira (4), com o objetivo de melhorar a taxa de natalidade cronicamente baixa em todo o Japão. A previsão é que o app esteja disponível a partir de julho, no início do verão na cidade.

Segundo o jornal Asahi Shimbun, o aplicativo será operado por uma empresa privada, mas a prefeitura local participou do desenvolvimento do app para “evitar problemas associados a outros serviços de busca social”.

O programa custou US$ 1,28 milhão à Prefeitura de Tóquio – o valor saiu da verba que o município prevê para projetos que promovem casamentos.

Continua depois da publicidade

O processo para se inscrever no aplicativo terá diversas etapas, segundo a prefeitura de Tóquio na apresentação do app.

Ele vai começar com a apresentação de documento com foto, além de comprovante de renda e da confirmação que o candidato é solteiro, por meio de um cadastro de família. Os usuários também terão que preencher uma série de informações pessoais, como altura, profissão e nível de escolaridade.

No fim, haverá uma entrevista com os operadores do aplicativo. O candidato terá que assinar um documento para registrar o seu interesse em se casar, e não apenas em uma relação casual.

Continua depois da publicidade

Para o governo, todos esses requisitos servem para evitar problemas de credibilidade para o aplicativo, informou o Asahi.

“Esperamos que este aplicativo, com sua associação com o governo, forneça uma sensação de segurança e encoraje pessoas que hesitaram em usar aplicativos tradicionais de namoro a dar o primeiro passo em sua busca por um parceiro”, afirmou uma autoridade de Tóquio na apresentação do app.

Segundo a agência internacional AFP, o Japão registrou queda na taxa de natalidade pelo oitavo ano consecutivo em 2023. Foram 758.631 nascimentos, 5,1% menos do que no ano anterior. O número de mortes foi de 1.590.503.